Jornal a Voz do paraná
HomeNoticiasCidadesCâmara de Cascavel aprova projeto que garante proteção dos direitos dos autistas

Câmara de Cascavel aprova projeto que garante proteção dos direitos dos autistas

Câmara de Cascavel aprova projeto que garante proteção dos direitos dos autistas

O Projeto de Lei 114/2014, que institui a Política Municipal de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista, foi aprovado em primeira votação nesta segunda-feira (19).

A proposta, de autoria do vereador Pedro Martendal (PV) tramitava desde 2014 na Câmara. A ideia abrange todos os aspectos do atendimento e das políticas públicas necessárias ao atendimento do autista e pode tornar-se referência na área.

O texto contempla desde as definições médicas da doença e suas particularidades, a referenciação das normas e leis em vigor que amparam o projeto e também o funcionamento das políticas públicas no âmbito da família, da saúde e da educação.

A lei garantirá a inserção das pessoas com autismo no sistema educacional; oferta obrigatória e gratuita de Educação Especial em estabelecimentos públicos de ensino; garantia de atendimento no sistema público de saúde e atendimento domiciliar ao portador de transtorno do espectro autista grave; reuniões periódicas com as famílias para conscientização e acompanhamento e diversas outras ações de proteção e inserção social.

 

Autismo

Desconhecido de grande parte da população, o autismo atinge cerca de 70 milhões de pessoas no mundo. A estatística é da ONU (Organização das Nações Unidas).

O transtorno do espectro autista aparece nos três primeiros anos de vida e afeta o desenvolvimento normal do cérebro relacionado às habilidades sociais e de comunicação. Alguns sinais observáveis são dificuldade em manter conversas, comunicar-se com gestos ao invés de palavras, movimentos corporais repetitivos, desenvolvimento lento da linguagem e da interação com outras crianças.

Estatísticas do CDC (Center of Deseases Control and Prevention) apontam existe uma criança com autismo para cada 110. Estima-se que no Brasil o número possa chegar a dois milhões. A incidência em meninos é maior, tendo uma relação de quatro meninos para uma menina com autismo. Estima-se que 90% dos brasileiros com autismo não tenham sido diagnosticados, o que prejudica enormemente o desenvolvimento da criança, que não recebe ajuda psicológica, psiquiátrica ou para melhor interação social.

Rate This Article
Author

caio@iconeinternet.com.br