Jornal a Voz do paraná
HomeNoticiasCentenas de famílias são beneficiadas com moradias

Centenas de famílias são beneficiadas com moradias

Centenas de famílias são beneficiadas com moradias

“Existe um tempo para todas as coisas, e conforme nos diz a Bíblia, há um tempo para plantar e um tempo de colher (…). Hoje é o tempo de colher este sonho e Deus me presenteou para estar aqui com todos vocês”. Citando Eclesiastes 3, o prefeito de Cascavel, Leonaldo Paranhos, iniciou na quarta-fera (31), o pronunciamento dele durante a solenidade de entrega de 777 moradias populares em Cascavel a um público superior a 1,5 mil pessoas no Residencial Gralha Azul, na zona norte de cidade, quando comemorou-se a conclusão e a entrega de 497 unidades habitacionais do Conjunto Residencial Gralha Azul e mais 280 unidades do Conjunto Habitacional Jaborá. São centenas de pessoas que podem agora deixar a vida de aluguel ou de morada de favores para traz.
É o caso da dona Erna Maria Spagnol que, viúva, aos 59 anos recebeu o prefeito e as autoridades na “casinha” dela no Gralha Azul, depois de ver a placa de inauguração ser descerrada em frente à nova morada. Ela deixará de viver de favor no Bairro Morumbi, para agora ter um lar próprio. “É uma vida toda esperando para ter uma casa no meu nome”, comemorou.
Já Clarice Borges de Souza, que mora no Caravelle, recebeu a visita das autoridades no apartamento dela no Residencial Jaborá. Ela, o marido e os dois filhos vão deixar o aluguel de R$ 550 mensais para traz para pagar R$ 80,00 de prestação por dez anos. A economia significativa fará diferença na vida da família que começará o mês de junho na nova moradia. “Demorou mas valeu a pena. Nem estou acreditando que vou morar num lugar tão lindo”, emocionou-se.
Primeira a subir ao palco para receber as chaves, Sirlene Luft, de 38 anos, trabalha preparando e vendendo salgados e investirá o dinheiro economizado com o aluguel na nova casa. “Vou usar os R$ 300 por mês em móveis novos, como guarda-roupa, mesa e uma cama. Estou muito feliz”, afirmou, ao lado da filha Jhenifer, com quem irá morar no novo lar, no Gralha Azul.
Tempo de agradecer
O prefeito contou às famílias e às autoridades presentes, que existia uma insegurança quanto à data para ocorrer a entrega e agora, nos últimos dias, as dúvidas em relação à chuva ameaçaram novamente a entrega, fato que hoje impediu o governador Beto Richa, vários deputados e o presidente da Cohapar, Aberlardo Lupion, a comparecerem ao ato, “mas Deus sabia que neste dia chuvoso estaríamos aqui. Então também é tempo de agradecer e reconhecer. E quero usar estes minutos para agradecer a Deus pela oportunidade de ser o prefeito neste dia e estar aqui com todas estas autoridades e entregar a chave a vocês neste dia tão especial”.
Paranhos também agradeceu aos vereadores, aos representantes do governo do Estado, da Caixa, da Copel e da Sanepar, da Cohapar, governo federal, à toda sua equipe e demais parceiros que tiveram participação na concretização da obra, citando o governador Beto Richa “que teve a sensibilidade de abrir mão de estar presente, cancelando o embarque na última hora, e autorizar o ato, pensando na necessidade das famílias”. Famílias para as quais o prefeito falou em especial: “Quero fazer a vocês, minhas irmãs e meus irmãos, uma homenagem, por este momento, que com tanta espera, com tanta necessidade, nesses cinco meses de governo, me enviaram tantas mensagens pedindo a liberação das casas. E nós nos debruçamos neste projeto e preparamos esta entrega com muito carinho”.
Tempo de reconhecer
Como os projetos tiveram início em 2012, do Gralha Azul, e 2013, do Jaborá, disse fez menção ao trabalho da administração anterior, lembrando que “como é tempo de reconhecer, preciso ser verdadeiro e reconhecer sim, este projeto da administração anterior, que começou este trabalho e as coisas boas a gente precisa valorizar. Mas eu poderia estar totalmente feliz, entregando também as chaves ao Riveira, que existe uma pendenga judicial, mas infelizmente temos que esperar um pouco mais; e gostaria de não estar com o ginásio de esportes abrigando 30 famílias e com mais de 200 famílias no Veneza aguardando uma moradia, uma herança a nós deixada, mas que certamente Deus nos dará a graça de entregarmos as chaves a essas famílias também”, disse Paranhos, pedindo orações para que “Deus toque o coração da desembargadora, para que libere as casas do Riveira para que as demais famílias possam ter a mesma felicidade que vocês estão tendo hoje, porque até eu que sou da atual administração fiz defesa em Curitiba mesmo sendo um ato da administração passada, em nome das famílias”.
Dois projetos, muitos parceiros
O superintendente regional oeste do Paraná da Caixa, Antônio Minuk, lembrou às famílias que por muito tempo elas “levantaram as mãos para o céu pedindo um lar” e agora, era a vez de agradecer e de ele pedir para que “cuidem, embelezem e valorizem a conquista”, pois este dia abençoado chegou e vocês estão ganhando mais de R$ 50 mil em subsídios. Então não vendam, não repassem as moradias, pois um projeto desta magnitude só é possível com muitos parceiros e aqui muita gente trabalhou para ver o sonho de vocês realizado”, disse citando todos os parceiros envolvidos.
Juntos, os dois empreendimentos totalizam quase R$ 50,3 milhões de investimentos em recursos do governo do Estado, Governo Federal e da Prefeitura de Cascavel.
De acordo com o coordenador regional da Cohapar em Cascavel, Severino Folador, este foi o maior evento para entrega de moradias realizado no Município. “Com estas moradias, e incluindo entregas futuras, de residências já prontas, totalizamos só em Cascavel mais de 3,3 mil unidades.
A Cohapar participou por meio de assessoramento técnico durante a elaboração do projeto e execução das obras.
O governo do Estado, por meio da Copel e da Sanepar garantiu a instalação da rede de distribuição de energia elétrica e o fornecimento de material e instalação dos sistemas de água e de esgoto.

Rate This Article
Author

caio@iconeinternet.com.br

feito com