Jornal a Voz do paraná
HomeHomeEntrevista homeCopatti reafirma suas prioridades para Santa Helena

Copatti reafirma suas prioridades para Santa Helena

Copatti reafirma suas prioridades para Santa Helena

Desejo de mudanças e insatisfação com a forma como vinha sendo governado o município, talvez tenham sido alguns dos motivos que levaram a população de Santa Helena a optar pelas propostas da candidatura de Airton Antonio Copatti. Aliado a essas questões, mais a transparência, confiança, projetos de alcance social, seriedade no contato direto com o eleitor e disposição de fazer as mudanças que a população nutria, resultaram na vitória de Copatti nas urnas. “Nós estamos fazendo obras pensando na população”, enfatiza o gestor público que tem priorizado o ser humano e a melhoria da qualidade de vida da população.
Em entrevista especial ao jornal A Voz do Paraná, Copatti reafirma as prioridades do seu governo. Para ele, o desenvolvimento econômico e a geração de empregos no município são essenciais. “Uma administração deve se empenhar ao máximo para criar todas as oportunidades que for preciso, e nós temos uma vocação agropecuária muito forte”, enfatizou.
De acordo com o prefeito, seu governo terá mudanças, visando sempre melhorar a qualidade de vida da população e trazendo benefícios, para isso já se tem estratégias de transformação, principalmente na agropecuária, onde é a vocação maior do município, ou seja, trazendo parcerias com empresas desse setor, para que se possam gerar mais empregos.
Copatti destaca que em 2017 também priorizou a saúde e educação, sendo que, alguns projetos para melhorar esses setores já estão sendo planejados, por exemplo, o ensino integral para a educação e a busca de contratação de médicos especialistas na área da saúde, para que a população não precise se deslocar para atendimentos fora do município, seguirá em 2018 trabalhando para melhorar cada vez a gestão eficiente de Santa Helena. “Eu acredito que as ações têm que ser desenvolvidas durante os quatro anos, porque a população precisa de trabalho durante os quatro anos, precisa de educação, saúde e todos os serviços”, afirmou o prefeito.
O que despertou Copatti a entrar na política foi a vontade de ajudar o próximo, se preocupando com as questões sociais, com transformação da sociedade para um futuro digno.
Leia, a seguir, a íntegra da entrevista:

Jornal A Voz do Paraná: De onde saiu tanta vontade e tanto entusiasmo para com a política?
Airton Copatti: Eu posso dizer que, inicialmente, foi uma questão de preocupação com as questões sociais. A preocupação com a sociedade levou-me a trilhar este caminho, porque eu sempre pensei que se cada um fizesse a sua parte, olhasse para o outro com mais humanidade, teríamos umasociedade muito melhor. Sabemos que existem muitos problemas sociais e que nem sempre as pessoas têm conhecimento, mas isso é uma coisa que sempre me preocupou e me deixou com o olhar voltado para o próximo, apesar de ter uma questão profissional um pouquinho mais técnica, por ser veterinário, trabalhar mais com animais, mas também pude desenvolver mais esse lado. É justamente por questões sociais que fico indignado, com as injustiças, principalmente. Isso faz com que haja uma motivação para você começar. Eu não vislumbrei ser prefeito, isso é fruto da trajetória pessoal e profissional. Cabe ao nosso governo, cuidar da população dentro dos princípios básicos no atendimento diferenciado, até porque, nós estamos propostos a fazer um governo diferenciado.

Jornal A Voz do Paraná: Desde o momento que o senhor iniciou a sua trajetória política e a se interessar pela vida pública, já imaginava que sua trajetória fosse culminar na prefeitura?
Copatti: Eu não imaginava e de fato nunca pensei ser prefeito, eu pensava em ajudar, apresentar alternativas, contribuição, porque eu sei que muitas pessoas têm as suas necessidades, nem sempre o poder público pode atender a todos, então, é uma preocupação, mas isso eu acredito que o fato de hoje estar como prefeito é como o reconhecimento daquilo de toda essa trajetória, porque a população vai tendo essa concepção, esse conhecimento e também o reconhecimento.

Jornal A Voz do Paraná: Em que condições o senhor recebeu a prefeitura?
Copatti: Eu acredito que o que faltou foi gestão, todas as obras, todas as ações tem que ser desenvolvidas durante os quatros anos, porque as empresas que prestam serviços de trabalho têm suas equipes, por exemplo, empresas que fazem calçamentos, elas têm suas equipes, elas precisam trabalhar ao longo de quatro anos, tudo isso é uma questão de gestão. Então, mesmo a questão da saúde que também estamos buscando ainda encontrar algumas alternativas, mas está bem encaminhado, mas passou quatro anos da mesma forma, as pessoas sendo levadas para fora do município para atendimento. A gente sabe que ainda não conseguimos resolver toda essa questão, em parte a gente já está encontrando soluções. Houve um período bastante significativo, em quatro anos poderiam ter feito essas mudanças, ter estruturado a saúde no município. A saúde é a menina dos meus olhos.

Jornal A Voz do Paraná: Qual é a prioridade do seu governo?
Copatti: Desenvolvimento econômico, a geração de emprego e a saúde, porque a gente sabe que as pessoas mesmo tendo um município bastante grande, muitas necessitam de oportunidade de trabalho, isso a gente constatou. Santa Helena já poderia estar mais bem estruturada nesse sentido, com todos os recursos que recebeu ao longo dos anos anteriores, então, isso é visível e a população precisa de empregos, assim, busca em outras cidades, como : Toledo, Cascavel e Foz, enfim, a gente sabe da angustia de cada família, de cada mãe, de cada pai, toda vez que um filho tem que buscar emprego em outros locais distantes. É impossível a gente criar emprego para todo mundo, mas eu entendo que uma administração deve se empenhar ao máximo para criar todas as oportunidades que for preciso. Temos uma vocação agropecuária muito forte, as empresas que trabalham, principalmente, na agropecuária, possuem um investimento bastante alto no município, é um dos setores que pode desenvolver muito a nossa cidade. Claro que os outros setores também são importantes, temos aqui bastante indústrias na área de confecções e outros setores também, mas, principalmente, ligado a agroindústria. Nosso município já poderia estar mais adiantado nesse sentido, mais estruturado, poderia estar gerando mais, por isso, um dos nossos focos principais é fortalecer as nossas empresas com leis para incentivar, como também buscar empresas sérias, que venham investir no município, principalmente, naquelas atividades que temos como vocação, agropecuária especialmente, nós somos um município que produzimos muito sódio, muito milho, leite, ovos, frango e suínos, entre outros, temos um potencial muito grande na área de peixes, enfim, nós temos uma potencialidade muito grande, mas nós precisamos transformar muito aquilo que produzimos, por isso, estamos muito em busca disso. Então, em breve, espero estar anunciando algumas prioridades nesse sentido, para poder contribuir no desenvolvimento do município.

Jornal A Voz do Paraná: Isso não aconteceu antes, por quê?
Copatti: Eu entendo que cada um tem um foco de investimento e de prioridade que elegem para cada gestor, mas eu vejo que a geração de emprego é uma prioridade, porque quando você tem uma família que tem renda, o filho que tem um trabalho, ele também consegue ter uma saúde mais adequada, consegue ter uma educação mais adequada, enfim, todas as suas características vão ser atendidas, isso é um requisito, precisamos dar oportunidade de trabalho. As pessoas precisam de trabalho, precisam de saúde, de investimentos na saúde que também são fundamentais para que a população tenha todo o investimento na área preventiva, nós estamos estudando todas as unidades de saúde, estamos juntos aos profissionais, estamos estruturando também toda a equipe, a estrutura física para melhorar a atenção básica, que é primordial, que tem que ser feito aquele atendimento tanto da consulta como também o serviço preventivo. Então, estamos melhorando muito no setor para que se consigamos atingir os objetivos primordiais.

Jornal A Voz do Paraná: O senhor pretende levar a saúde para mais próxima à população?
Copatti: Com certeza, porque muitas pessoas já têm que levantar 3 horas da manhã, porque tem que se deslocar, então precisa do atendimento cedo, imagina uma pessoa que já está doente, ela precisando levantar e se deslocar, já é bem desgastante. Facilita se o médico especialista vai atender em Santa Helena. Para a população, com certeza, é mais cômodo, tem menos desgaste. Tendo condições de fazer um atendimento mais humano, tudo isso vai proporcionar uma qualidade de vida para a população.

Jornal A Voz do Paraná: O que você considera o diferencial da sua administração?
Copatti: Eu entendo que o lado humano tem que ser o diferencial de uma administração. Em Santa Helena, a educação e a saúde são prioridades, são condições básicas que uma família tem, por uma qualidade de vida, ter saúde, ter educação e ter geração de emprego, assim, dá dignidade para as pessoas. Isso é uma questão primordial. Entendo que isso tem que ser trabalhado ao máximo para colocar todos esses projetos que construímos juntos com a comunidade, em um momento que a gente estava construindo nosso Plano de Governo que vai poder proporcionar e tornar realidade todas aquelas ações que tragam essa qualidade, tornando digna a vida de cada família. Educação de qualidade, é uma das nossas propostas, ou seja, justamente o ensino integral, que é um diferencial. Já estamos trabalhando no projeto, que a partir do segundo ano de gestão, também poderá dispor um pouco mais de recursos para isso, pois estaremos proporcionando atividades esportivas, atividades culturais, por exemplo, dança, teatro e violão. Todas essas atividades culturais vão fazer com que a vida de cada criança, de cada adolescente, um crescimento saudável.

Jornal A Voz do Paraná: Qual é o sentimento que fica quando o senhor vê uma família sendo atendida com resultados satisfatórios?
Copatti: É um sentimento de dever cumprido, porque ao mesmo tempo em que Deus nos deu essa oportunidade, a gente tem que agarrar de forma muito dedicada, muito determinada para colocar em prática tudo aquilo que são as propostas e isso não é fácil.

Jornal A Voz do Paraná: Como o senhor vê Santa Helena ao findar o seu primeiro ano de mandato?
Copatti: Eu acredito uma Santa Helena muito mais desenvolvida, mais humana e mais progressista. Nós vamos, com certeza, trabalhar muito para colocar em prática todos os projetos que possam dar vários passos nessa questão do desenvolvimento de Santa Helena. Almejamos ter uma comunidade desenvolvida, que seja socialmente, que apresente as condições que possam trazer a qualidade de vida para as famílias, então, todos com aplicação de recursos arrecadados pelo município de forma efetiva, de forma bastante distribuída para toda a população, para que de fato os recursos públicos tenham benefícios para toda nossa população. Isso realmente é transformador.

Rate This Article
Author

caio@iconeinternet.com.br

feito com