Jornal a Voz do paraná
HomeHomeCidade homeFoz: gestão eficiente garante crescimento da economia

Foz: gestão eficiente garante crescimento da economia

Foz: gestão eficiente garante crescimento da economia

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou a relação dos municípios que mais cresceram no Produto Interno Bruto (PIB) nacional. Foz do Iguaçu teve um crescimento de 24,53%, o maior do Estado, registrado no período de 2010 a 2015. A cidade está entre as 100 maiores economias do Brasil. “Foz do Iguaçu mostra sua diversidade econômica. O crescimento anunciado pelo IBGE é importante porque revela um cenário positivo para novos investimentos. Na próxima amostragem do instituto vamos ter reflexos do avanço no turismo, comércio, prestação de serviços e das medidas que adotamos para destravar importante setores de Foz”, avaliou o prefeito Chico Brasileiro.
O município, que estava em 89° lugar entre os maiores PIBs do Brasil, em 2010, passou para o 71° lugar, em 2015. Na evolução apresentada pelo IBGE, Foz do Iguaçu chegou a ocupar a posição 94° do ranking nacional em 2011.
No ano seguinte, o município reagiu, ocupando a posição 85° e depois voltando a ficar próximo dos 100, quando em 2014 ficou em 92°. O ano de 2015 apresenta a melhor posição já alcançada pela cidade, com PIB de 12 bilhões de reais e participação de 0,2002. “Melhorando no ranking em posição nacional, os empresários começam a retomar as atividades de forma mais efetiva, não falo apenas na geração de emprego e renda, mas sim na expansão e abertura de novos negócios em setores diferentes da cidade. O setor empresarial vê com confiança este crescimento forte do nosso município. As entidades se colocam à disposição para contribuir e com o diálogo com o Poder Público acreditamos que avançaremos no desenvolvimento da cidade”, observou o presidente da Acifi, Leandro Costa.

Cenário estadual

No Paraná, Foz do Iguaçu ficou em 6° lugar, atrás de Curitiba, Londrina, São José dos Pinhais, Londrina, Maringá e Araucária.
Segundo os dados divulgados pelo IBGE, em 2010 a Terra das Cataratas produziu R$ 6,2 bilhões e em 2015 produziu R$ 12 bilhões, quase dobrando em números absolutos e crescendo consideravelmente nos ganhos de participação nacional.
Depois de Foz, a segunda cidade que mais cresceu no Paraná também está na região oeste, é a cidade de Cascavel, com 23,42%. Na contramão do avanço dessa região está a capital, Curitiba, que caiu 6,49%. “Se, apesar das adversidades, conseguimos avanços importantes, imaginem agora, com todas essas ações previstas na nossa agenda de desenvolvimento que está sendo implantada. Vamos avançar mais ainda. Nosso objetivo é estar entre as 50 maiores economias do País nos próximos 10 anos”, comemorou o secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla.

Turismo

Foz do Iguaçu se beneficiou da alta do turismo nos últimos anos. A visitação crescente e os investimentos na hotelaria e em novos atrativos impulsionou a economia. “Vamos fechar o ano com movimento recorde no turismo. Crescer 15% num cenário de crise econômica, mostra que temos um grande potencial a ser trabalhado no futuro. Nosso desafio é desenvolver toda a economia do turismo e não somente alguns setores, nos quais somos referência”, disse Piolla.

Avanço no Paraná

Em 2010, o Estado tinha apenas sete municípios entre as 100 maiores economias. O acréscimo de uma cidade e a evolução no ranking mostram a redução da desigualdade no Estado e a multiplicação de investimentos com a geração de emprego nas regiões.

Rate This Article

suporte@iconeagencia.com

feito com