Jornal a Voz do paraná
HomeHomeCidade homeGreca amplia estrutura para abrigar a população de rua

Greca amplia estrutura para abrigar a população de rua

Greca amplia estrutura para abrigar a população de rua

O prefeito de Curitiba, Rafael Greca, abriu na noite de quinta-feira (1), mais uma unidade para acolhimento da população de rua neste inverno. A Casa da Acolhida Rebouças, localizada no bairro que leva o mesmo nome, tem capacidade para atender 80 pessoas e, na primeira noite de funcionamento, recebeu 12.
Acompanhado da primeira-dama, Margarita Sansone, o prefeito conversou e tomou sopa com algumas das pessoas atendidas no local. “É uma grande alegria abrir mais uma casa de acolhimento. A rua não é lugar para se morar, e nem para se sentir frio. O meio-fio não é travesseiro e a garoa de Curitiba não é cobertor para ninguém”, disse o prefeito.
Segundo Greca, a Casa da Acolhida Rebouças, a segunda aberta neste ano para atender as pessoas em situação de rua, “reabre o coração de Curitiba para que a cidade não perca ninguém para o frio e para as drogas”.
Em função da previsão de queda das temperaturas, a partir da noite desta quinta-feira a Prefeitura também intensificou o trabalho de busca e abordagem social desenvolvido pela Fundação de Ação Social. A presidente da Fundação, Larissa Tissot, explicou que, para isso, as equipes receberam reforço para percorrer toda a cidade, todas as noites, e localizar pessoas nas ruas e atender as solicitações que chegarem à Central 156.
Na noite desta quinta-feira, os serviços de busca ativa e abordagem social contaram com 25 servidores, divididos em 11 equipes. Das 19h às 24h, eles tiveram 40 pedidos de atendimento e, destes, 27 pessoas aceitaram receber acolhimento. Elas foram encaminhadas para as Casas da Acolhida Rebouças e Bairro Novo, e também para unidades conveniadas. Uma pessoa foi encaminhada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).
Estrutura
A Casa da Acolhida Rebouças tem capacidade para atender 20 mulheres e 60 homens. A unidade foi instalada no Ginásio de Esportes Plínio Tourinho e tem dois quartos – um feminino e um masculino – banheiros, refeitório, guarda-pertences e uma área para armazenamento de roupas que são fornecidas às pessoas que chegam ao local.
A casa abre às 18h e atende até as 9 horas do dia seguinte. Quando chegam, as pessoas recebem roupas limpas e quentes, tomam banho e seguem para o refeitório, onde podem se alimentar. Depois, podem se dirigir para os quartos.
A primeira-dama falou sobre a importância da população fazer doações de agasalhos. “Todos podem participar desta linda ação de inverno. Liguem para o 156 e façam a doação de roupas e calçados. O coração de quem doar vai aquecer o coração de nossos irmãos que estavam nas ruas”, enfatizou.
Todo o trabalho da Casa da Acolhida Rebouças é coordenado por uma equipe técnica, formada por 14 pessoas, sendo 12 delas educadores sociais. Conta ainda com o apoio de voluntários das igrejas evangélicas que estão trabalhando em parceria com a Prefeitura no atendimento às pessoas em situação de rua.
Na primeira noite de funcionamento, a unidade contou com 20 voluntários das igrejas Bola de Neve e da 1ª Igreja do Evangelho Quadrangular. Coordenador do projeto Gadareno, o pastor Jorge Ferreira dos Santos falou da importância do trabalho conjunto do poder público e da sociedade civil. “É uma via de duas mãos e ninguém está fazendo favor, estamos aqui porque temos responsabilidade social”, resumiu.
Gustavo Palma Machado, 42 anos, foi uma das primeiras pessoas atendidas na Casa da Acolhida Rebouças. Com curso superior e especialização em Controle Financeiro, ele contou que está há 20 dias nas ruas, depois de ter passado um ano e meio em uma clínica de recuperação, no Litoral do Estado. “Esta é primeira vez que fui para as ruas. Hoje já consultei um médico e amanhã devo ser encaminhado novamente para internação”, disse. Ele elogiou o trabalho oferecido pela prefeitura. “É muito bom ter banho, comida e cama para dormir”.

Rate This Article
Author

caio@iconeinternet.com.br

feito com