Jornal a Voz do paraná
HomeNoticiasSaúdeHospital Regional de Toledo dá mais um passo para inauguração

Hospital Regional de Toledo dá mais um passo para inauguração

Hospital Regional de Toledo dá mais um passo para inauguração

As tratativas para a abertura do Hospital Regional de Toledo (HRT) avançam com a visita de técnicos do Ministério da Saúde. Engenheiro, enfermeiros, profissionais de tecnologia de informação (TI), contadores da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) acompanhados por representantes da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) e da Universidade Federal do Paraná (UFPR/Funpar) estão reunidos com a Secretaria Municipal de Saúde para encaminhar assuntos referentes ao HRT.
No primeiro dia de trabalho foram abordados os indicadores de internamentos e óbitos da região; os fluxos e gargalos assistenciais na região de saúde; o dimensionamento das equipes para o pleno funcionamento, avaliação dos espaços físico, projetos e equipamentos; e a definição da vocação do hospital e seu papel na região de saúde.
Os técnicos realizaram a vistoria “in loco” da estrutura onde será instalado o Hospital Regional para definir os últimos ajustes. Segundo o Secretário Municipal de Saúde, Thiago Stefanello, esses dois dias de trabalho serviram para eliminar todas as dúvidas pendentes e elaborar definitivamente o quadro de servidores necessário, as especialidades a serem atendidas no HRT e as possibilidade de receitas, incentivos, contratualizasções e habilitações. “O objetivo era finalizar o planejamento para que não restasse mais nenhum tipo de dúvidas. Fiquei muito satisfeito com os encaminhamentos. Estamos caminhando em consenso e, após essa reunião de trabalho com os técnicos vamos encerrar definitivamente essa fase. Até então não tínhamos como definir quantos enfermeiros, quantos técnicos de enfermagem teríamos que contratar. Em poucos dias teremos esse planejamento de abertura 100% finalizado, ficando apenas a decisão política do custeio para ser tomada e assim determinarmos a data de abertura”, relatou Thiago Stefanello.
Ele ponderou dizendo que o projeto é de 2010 e, portanto, precisa ser constantemente ajustado em função das legislações. Já foram licitados R$ 12 milhões em equipamentos. Destes, R$ 9 milhões só em 2017. Outros R$ 4 milhões ainda devem ser investidos para aquisição de equipamentos (R$ 2,6 mi) e para climatização de áreas críticas (R$ 1,4 mi).

Encaminhamentos

Após a conclusão da missão técnica da Ebserh e do Ministério da Saúde, ficou decidido após análise profunda dos indicadores de internamentos e óbitos da 20ª Regional, que o Hospital Regional será do tipo Geral, com atendimento referenciado para urgências e emergências; terá 10 leitos de UTI adulto e leitos de retaguarda com ênfase na atuação das áreas cardio-vascular, oftalmológica, otorrinolaringologia e ortopedia. “A missão apontou vários problemas como a qualidade e o acabamento da obra, a falta de climatização e graves problemas no projeto elétrico. Ficou definido para o dia 20 de novembro o último encontro onde a Ebserh apresentará o relatório final da vocação do hospital, os indicadores de produtividade para contratualização e o relatório de necessidades de adequações na obra física”, explicou o secretário.

Atribuições

Caberá ao município a contratação do projeto e execução das adequações da obra, parte elétrica, TI, entre outros. A função é deixar o hospital definitivamente pronto para iniciar as atividades.
A partir da próxima reunião, a Ebserh, já com o dimensionamento de equipe e diagnóstico financeiro em mãos poderá iniciar a discussão de contratualização, regulação e contratação de funcionários.

Rate This Article
Author

caio@iconeinternet.com.br

feito com