Jornal a Voz do paraná
HomeNoticiasDestaqueMarcenaria como hobby: marceneiro amador dá dicas para os iniciantes

Marcenaria como hobby: marceneiro amador dá dicas para os iniciantes

Marcenaria como hobby: marceneiro amador dá dicas para os iniciantes

Um exemplo e inspiração para os amadores no setor, Rodrigo Pioto conta sua história e o início de um novo projeto no setor.

 

Mundialmente conhecida, a cultura do Faça Você Mesmo, – no inglês DIY: do it yourself –, vem ganhando cada vez mais adeptos em solo brasileiro. E, a marcenaria é uma atividade em ascensão pelo movimento. Conhecido como uma extensão do DIY, o Movimento Maker tem o objetivo de incentivar as pessoas a criar, reparar e desenvolver os mais diversos tipos de objetos e projetos na marcenaria e em outros setores, com suas próprias mãos, dispensando a necessidade de comprar os itens prontos. E é assim que muitas pessoas descobrem o hobby e paixão pela marcenaria.

A possibilidade de produzir o próprio móvel ou objeto, tem incentivado milhares de pessoas ao redor de todo o mundo. Uma história de sucesso no mundo da marcenaria, com mais de 170 mil inscritos em seu canal do Youtube, Rodrigo Pioto, da Marcenaria Amadora, conta que desde criança sempre gostou de brincar com sobras de madeira e de metal para criar seus próprios brinquedos. “Sou neto de carpinteiro profissional e filho de um grande marceneiro amador. Quase tudo aprendi sozinho, mas, meu pai me ensinou algumas coisas também”, diz.

Pioto explica que, atualmente, a sua oficina vai além de um simples espaço para construir objetos. “Gosto de passar o tempo perto das minhas máquinas revirando sobras de madeira, pensar sobre o que eu posso criar e construir, rabiscar pedaços de papel e relaxar”.

Para Rodrigo, o hobby é sinônimo de liberdade. “Fazer por prazer, quando puder e o que puder. Se virar obrigação perde a graça. Construir uma peça com as próprias mãos é motivo de orgulho. É olhar para o trabalho e dizer ‘eu fiz, eu criei e eu produzi’, isso gera um empoderamento incrível nas pessoas”, comenta.

Rodrigo ainda comenta que, atualmente, o movimento se tornou sinônimo de independência. E isso acontece por vários motivos. Um deles é justamente o sentimento de liberdade, e poder fazer algo sem depender de alguém. Acompanhado disso, podem ser citados outros motivos, como fazer mais barato, fazer melhor ou até mesmo fazer por prazer. Há quem diga, que a marcenaria auxilia na cura de transtornos e vícios, além de ajudar a formar profissionais a partir do hobby.

“O hobbysta em marcenaria tem ganhos múltiplos, trabalhar com a madeira é terapêutico, podendo ser utilizado para personalizar a sua própria casa, ou como uma renda extra, criando mais valor aos produtos elaborados, já que são produzidos de forma totalmente artesanal”, ressalta Rodrigo.

O marceneiro ainda dá uma dica essencial para os que pretendem iniciar neste mundo: segure a ansiedade. “Muitos pensam que ter as melhores e mais variadas ferramentas resolve os problemas. Mas, a marcenaria é uma arte que demanda mais prática do que máquinas. Não podemos esquecer que os mestres marceneiros do passado faziam muito com pouco, por isso eram mestres na arte”, completa.

Com a popularização da internet, muitos sites, blogs e canais de youtube foram criados, com o intuito de auxiliar as pessoas no passo a passo da produção de objetos em madeira, contribuindo para a economia criativa e geração de novas ideias. “Após montar minha oficina, passei a compartilhar o meu trabalho na internet com o objetivo de influenciar e incentivar outras pessoas a realizar algo semelhante, aperfeiçoando as habilidades na arte da marcenaria”, conta Pioto.

Rodrigo conta que é muito criterioso e detalhista com a produção de seus vídeos. “Se eu achar que não tenho conteúdo interessante, eu nem começo a gravar. Se estiver cansado, sem tempo, sem inspiração, é melhor esperar por dias melhores. Criar uma peça ou conteúdo por obrigação é desanimador e o público percebe isso”.

E, ainda completa que sempre incentiva as pessoas a produzirem e compartilharem conteúdos no YouTube. “Porém, se for criar algo, crie de coração e com paixão, e não com segundas intenções almejando fama e recompensas. Não se iluda com a pequena fama que possa surgir, faça bons amigos e sempre busque aprender mais para poder compartilhar. Seja um eterno aprendiz!”.

 

Novidade para os marceneiros amadores

Uma coisa que todo marceneiro sabe, seja profissional ou amador, é da importância dos produtos e materiais certos para a execução dos projetos. Rodrigo conta que muitas pessoas procuram o seu canal em busca de informações sobre marcas, qualidade, performance e lojas para adquirir os produtos. “Foi assim que eu, em parceria com a Loja Toolbras, e-commerce de insumos e ferramentas para marcenaria da Grossl, vou indicar no meu canal os produtos que fazem a diferença nos projetos de marcenaria”, conta.

A ideia é criar uma sessão para recomendar os produtos que eu confio. “A Marcenaria Amadora e a Loja Toolbras já possuem uma relação de confiança, e tenho certeza que os serviços e produtos da empresa estão alinhados com os propósitos do meu público”, explica.

Para a Coordenadora de Marketing da Grossl, Hellen Grossl, a iniciativa colabora para o crescimento do movimento. “São produtos que além de atender as necessidades do público, facilitam e tornam o trabalho mais agradável. Desta forma, as pessoas conseguem obter resultados mais satisfatórios, contribuindo para a geração de renda, orgulho e paixão pelo que faz”, finaliza.

 

Grossl

Fundada em 1982, em São Bento do Sul (SC), a Grossl oferece soluções completas em abrasivos e adesivos para as indústrias moveleira, madeireira, metal mecânico, automotiva, naval, couro e óptico.

Entre os principais produtos comercializados estão abrasivos, adesivos, colas, selantes, discos de corte, desbaste e esponjas abrasivas, limas rotativas, aplicadores manuais de Hot Melt, lixadeiras pneumáticas manuais Dynabrade, entre outros acessórios e itens.

Os produtos de alta qualidade estão divididos em diferentes grandes marcas distribuídas oficialmente pela Grossl, são elas: Titebond, Franklin International, Ekamant, Starcke e Horse.

Rate This Article

avozdoparana@jornalavozdoparana.com.br