Jornal a Voz do paraná
HomeHomeSaúde de Foz avança no atendimento às especialidades

Saúde de Foz avança no atendimento às especialidades

Saúde de Foz avança no atendimento às especialidades

A Secretaria de Saúde de Foz do Iguaçu está garantindo agilidade nos atendimentos à população. Entre os meses de maio e agosto deste ano, a gestão do prefeito Chico Brasileiro ealizou cerca de 52 mil atendimentos, entre consultas, exames e cirurgias eletivas. As filas por ecografia obstétrica e de abdômen chegaram a ser zeradas neste período e o sistema está atendendo com rapidez as novas demandas pelas especialidades.
Estes dados foram apresentados na manhã desta quinta-feira (05) pelo prefeito em exercício e secretário municipal de saúde Nilton Bobato, durante plenária do Conselho Municipal de Saúde (Comus).
Bobato participou da reunião a convite do conselho e fez uma apresentação do balanço das filas na saúde. As diretoras de Assistência Especializada (DIES), Etelvina Maciel, de Atenção Básica (DIAB), Adriana Izuka, de Urgência e Emergência (DIUE), Rozineide Batista e de Vigilância em Saúde, Carmensita Gaievski Bom, além de vários servidores, também participaram do encontro. “Estamos sempre em diálogo e comprometidos com o controle social. Temos enfrentado os problemas crônicos e os atendimentos estão avançando. Zeramos as filas de ecografia obstétrica e de abdômen e mantemos os trabalhos para suprimir a demanda por endoscopia, ecografias transvaginal, mamas bilateral e de articulação, em setembro”, comentou Bobato.
Movimento
O balanço apresenta um movimento bastante ágil e também o aumento da demanda no sistema de saúde. Um dos exemplos é o da fila de consultas especializadas. Nos últimos quatro meses, a Secretaria de Saúde registrou cerca de 39 mil consultas com especialistas, mas, também ingressaram 30 mil novos pedidos de agendamento no sistema. “A fila está em constante e ágil movimento ao mesmo tempo em que a demanda também aumenta”, garantiu Bobato. A secretaria continua buscando profissionais e prestadores de serviços em todas as especialidades para ampliar ainda mais o acesso.
Um dos meses que bateu recordes de atendimento foi julho, com cerca de 12 mil consultas realizadas. “O número é reflexo de vários esforços como a busca ativa dos pacientes – feita com agentes comunitários de saúde e equipe da secretaria – que vai até a residência dos usuários que não são encontrados via contato telefônico”, enfatizou Bobato.
As cirurgias realizadas no Hospital Municipal Padre Germano Lauck também vem batendo recordes sucessivos. No balanço dos quatro meses, foram realizadas cerca de 1300 cirurgias eletivas em várias especialidades, com destaque para ortopedia, cirurgia geral e urologia.

Rate This Article

avozdoparana@jornalavozdoparana.com.br

feito com