Jornal a Voz do paraná
HomeHomeEditorial homeVitória de Ito, é do Cal Mariussi e da cidade de Tupãssi

Vitória de Ito, é do Cal Mariussi e da cidade de Tupãssi

Vitória de Ito, é do Cal Mariussi e da cidade de Tupãssi

Por Elias Klaime
Não é preciso mais do que meia dúzia de palavras com eles para você saber com quem está falando, você abrevia rapidamente a sua conclusão sobre suas integridades. Mais que isso, você sente sinceridade no olhar, nas palavras e nos gestos. E se isso for pouco para decifrá-los, a frase “comprometimento com Tupãssi” revela idoneidade, caráter, determinação, paixão e amor pelo município que comandam. Conheci o Cal Mariussi, muito antes que o Ito Caeiro. Já na primeira oportunidade, ao vê-lo discursar em eventos na sua cidade, me surpreendi com o seu conhecimento e com a facilidade como interagia com a população através de palavras francas, tiradas humorísticas, além da sinceridade em suas mensagens. Também pude concluir que ali estava uma futura e potencial liderança política regional, o que acabou se confirmando com o passar dos tempos através de seus dois governos de sucesso e de conquistas à frente da Prefeitura de Tupãssi, vindo ainda – onde se encontra hoje -, a assumir a presidência da Associação dos municípios do Oeste do Paraná (Amop), em diversas oportunidades, realizando gestões integradas de resultados concretos para os municípios filiados.

O Ito Caeiro, seu atual vice e prefeito eleito, o conheci durante o segundo governo do Cal, ao mesmo tempo em que acompanhei e presenciei a sua busca incessante pelo conhecimento, pelo preparo, colecionando experiências ao longo do mandato de vice-prefeito, que lhe pudessem subsidiar de informações tão necessárias para uma eventual campanha política, quando o seu nome já vinha sendo ventilado para suceder o Cal Mariussi. No entanto, Ito, sempre se preocupou que a vaidade nunca se sobrepusesse ao bom senso e ao equilíbrio, se uma possível candidatura sua acontecesse isso seria de forma natural, sem pressão e sem favores, esse quadro lhe motivava e o fazia se sentir bem consigo mesmo.

Vieram as eleições e as candidaturas são definidas com uma campanha curta diferente das demais. Quando a possibilidade de se ter uma candidatura única, a exemplo de todas as eleições realizadas no município, se esvaiu, mais por birra, por questões pessoais e familiares e por vaidades, Ito arregaçou as mangas e ao lado de Cal, de companheiros, amigos e simpatizantes, encarou a tarefa como mais um grande desafio em sua vida, a exemplo de tantos outros vencidos e superados, e saiu a campo, enquanto houvesse tempo, pregando e levando a sua mensagem aos eleitores de Tupãssi.

Diferente das demais, essas eleições tinham uma particularidade para os eleitores, o sentimento de mudança. E diferente das demais, essas seriam as primeiras eleições a serem disputadas com dois candidatos, até então, a história política do município, mostrava apenas candidatura única nas eleições até então realizadas.

Nos últimos anos, Tupãssi nunca havia recebido tantos investimentos como recebeu em toda a sua história. Nos últimos anos, Tupãssi passou a ser conhecida a nível estadual e federal graças a um modelo de gestão inovador que transformou o município em referência nacional na saúde, na educação e na agricultura. Com isso, a cidade viu seus imóveis serem valorizados, a qualidade de vida atingia a todos os seguimentos, a autoestima da população era visivelmente reconhecida nos sorriso das crianças e no bem-estar da população. No lado político, o governador Beto Richa e diversos secretários de Estado estiveram visitando Tupãssi e em muitas oportunidades inaugurando obras, anunciando verbas e, ao mesmo tempo, valorizando um governo comprometido com as causas do município.

Diante de tantas conquistas, tanto alcance social, tanto trabalho, dedicação, comprometimento. Diante de tantos investimentos, tantas transformações, tantos prêmios recebidos por programas implantados. Diante de resultados de pesquisa que conferia à atual administração mais de 80% de aprovação, porque a ideia de candidatura única não vingou? Não vingou por uma série de razões que somente os envolvidos saberiam traduzir com exatidão, mas, de qualquer forma, é sempre salutar exercitar a democracia, assim como, ganhar uma eleição disputada voto a voto, tem um sabor diferente, tem um sabor da vitória, tem um sabor da consagração, tem um sabor do dever cumprido em não ter embarcado em uma aventura, mas, sim, com um pensamento voltado tão somente para o desenvolvimento de Tupãssi. O sabor diferenciado de uma vitória só consegue sentir aquele que fez por merecer.

E o Ito ganhou as eleições. Foi uma vitória sem igual. Sua vitória não simbolizava apenas a vitória das urnas. Foi a vitória contra a descrença da população pelo políticos. Foi a vitória do preparo e da determinação. Foi a vitória contra o funcionalismo preconceituoso que, inexplicavelmente, queria renovação mesmo tendo sido privilegiados durante todo o governo Cal e Ito. Foi a vitória da sobriedade, quando a maioria dos atuais prefeitos não se reelegeu. Quando a maioria dos prefeitos não conseguiu fazer o seu sucessor, Cal faz o seu, o Ito se consagra com uma vitória exuberante e qualificada por todas as dificuldades citadas e enfrentadas. Foi uma vitória maiúscula conquistada voto a voto, nas urnas.

A vitória do Ito, é do Cal, e vice-versa. Os dois fizeram por merecer. O Ito vai governar Tupãssi sem revanchismo, mas com mão de ferro, zelando pelas finanças e o erário público, como já vinha acontecendo e cobrando resultados categóricos do funcionalismo por um atendimento personalizado à população. O Ito vai governar Tupãssi ao lado de amigos e de pessoas comprometidas com o bem e comprometidas com Tupãssi. Certamente, o Ito não vai governar Tupãssi, com supostos amigos enrustidos e travestidos que se revelaram medíocres diante de um quadro decisivo para o futuro do município. A vitória de Ito Caeiro e de Cal Mariussi, é a vitória de Tupãssi.

Rate This Article
Author

caio@iconeinternet.com.br