Jornal a Voz do paraná
HomeHomeAgronegócio homeC.Vale: técnicos em segurança do trabalho são protetores da vida

C.Vale: técnicos em segurança do trabalho são protetores da vida

C.Vale: técnicos em segurança do trabalho são protetores da vida

Você sabia que, na C.Vale existem 23 profissionais que são responsáveis por garantir um ambiente de trabalho mais seguro? Nas indústrias, unidades de insumos e grãos, supermercados e áreas administrativas, o técnico em segurança do trabalho atua na prevenção de acidentes e implementa estratégias que levam os funcionários a desenvolver atitudes conscientes para o trabalho seguro.

De acordo com o gerente do Departamento de Segurança e Medicina do Trabalho, Maurício dos Santos, são esses profissionais que investigam e fazem os diagnósticos e recomendações de medidas que proporcionam o controle de acidentes dentro da organização. “Eles garantem que os funcionários desenvolvam atitudes conscientes e sem riscos durante a realização de suas atribuições”, destaca o gestor.

Missão dos Técnicos em Segurança:
– Proteger a integridade física e a saúde do trabalhador;
– Recomendar medidas de prevenção de acidentes, adaptadas para cada atividade e setor;
– Realizar ações educativas;
– Orientar sobre o uso de equipamentos de proteção individual e coletiva;
– Investigar os acidentes ocorridos;
– Registrar irregularidades;
– Instruir sobre normas de segurança;
– Coordenar a publicação de matérias sobre segurança no trabalho;
– Participar de reuniões sobre segurança no ambiente laboral.

Indústria
Uma reportagem exibida na TV sobre carreiras promissoras, motivou Joel Rodrigues Cavalheiro a tomar uma de suas principais decisões: matricular-se no curso de Técnico de Segurança. Diplomado, candidatou-se a uma vaga no abatedouro de aves da C.Vale. Admitido em março de 2016, relata com orgulho que exerceu a função de técnico de segurança em todos os turnos da indústria.

Nestes quatro anos de empresa, Joel aproveitou para se qualificar. Fez cursos de Bombeiro Civil, Socorrista Resgatista e se tornou instrutor das Instruções Normativas NR12, NR33 e NR35. A dedicação ao trabalho abriu novas portas. Em março deste ano foi promovido a encarregado técnico de segurança da indústria. “Eu me sinto realizado, mas não acomodado. Quero continuar aproveitando as oportunidades da empresa, por isso já estou fazendo a faculdade de Engenharia Civil, pensando na especialização de Engenharia de Segurança”, completou Joel, que é responsável por 12 técnicos de segurança da indústria.

Mato Grosso
Há 12 anos o mato-grossense Cristiano Ricardo Cazarin atua como técnico de segurança, sendo sete anos e meio na C.Vale. Ele e o colega Daniel Santos são os “guardiões” da segurança nas unidades de recebimento de grãos, lojas agropecuárias e supermercados da cooperativa em Mato Grosso. Ao todo são 18 unidades de negócios. Entre as principais atribuições de Cristiano, estão, capacitar e orientar funcionários, e inspecionar máquinas e equipamentos para prevenir e reduzir ao máximo os acidentes de trabalho.

“Para que haja segurança, é fundamental trabalharmos coletivamente, atuando com extremo cuidado e sabendo onde estão os riscos e perigos de cada ambiente”, pontuou Cazarin. Com os cursos de Bombeiro Civil, Brigadista e instrutor das NR’s 10, 33 e 35 no currículo, diz sentir-se honrado com a função. “Não há recompensa melhor do que saber que somos parte de uma engrenagem que cuida da saúde de nossos colegas”.

Rio Grande do Sul
Markus Larson Job tem o sobrenome que em inglês significa trabalho (Job). Já foi vendedor de veículos, trabalhou em fábrica de sofá e foi agente imobiliário na região norte do Rio Grande do Sul. Mas foi em 2005, com o diploma do curso Técnico em Segurança do Trabalho, que encontrou a oportunidade para exercer a profissão de seus sonhos. Atuou numa fábrica de máquinas e implementos agrícolas e logo na sequência foi contratado pela então Marasca, cerealista incorporada pela C.Vale, em agosto de 2015.

Hoje, aos 40 anos, sendo 15 de profissão e vários cursos no currículo, Markus e o colega Rudimar Fernandes são os responsáveis pela segurança dos funcionários em 27 unidades de recebimento de cereais no estado gaúcho. Casado com Jaciara, o pai de Guilherme, Matheus e da pequena Mariana de três anos, revela o sentimento de saber que no final do dia os colegas retornam com segurança para suas casas e famílias. “A C.Vale é um exemplo de preocupação com a segurança dos trabalhadores. Fico orgulhoso de poder exercer minha profissão numa empresa que realmente valoriza o que temos de mais sagrado, a vida”.

Rate This Article

avozdoparana@jornalavozdoparana.com.br