Jornal a Voz do paraná
HomeHomeChico Brasileiro: nós estamos cumprindo uma missão

Chico Brasileiro: nós estamos cumprindo uma missão

Chico Brasileiro: nós estamos cumprindo uma missão

Em visita ao estande de Foz do Iguaçu no Show Rural Coopavel, na quinta-feira (7), o governador Ratinho Junior reafirmou o compromisso de apoiar projetos estratégicos importantes para a infraestrutura e o desenvolvimento do turismo em Foz do Iguaçu.
O governador foi recebido pelo prefeito Chico Brasileiro e pelo secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla. Também estiveram presentes o vice-governador Darci Piana; o presidente da Coopavel Dilvo Grolli; o secretário de Desenvolvimento Ambiental e de Turismo Márcio Nunes, além dos secretários municipais de Agricultura, Michieu Platini e de Tecnologia de Informação, Evandro Ferreira.
Ratinho disse que mantém firme o compromisso com a duplicação da BR-469 (Rodovia das Cataratas) e a ampliação da pista de pouso e decolagem do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu. “São projetos estratégicos para o desenvolvimento do turismo e terão apoio do governo do estado”, enfatizou.
Em entrevista ao jornal A Voz do Paraná, o prefeito Chico Brasileiro afirmou que o governador Ratinho Junior está comprometido em atender as necessidades de Foz do Iguaçu. “Além das ações estruturantes que impulsionará o turismo da nossa cidade, em breve, serão anunciadas novas ações na saúde e educação com o apoio do Estado”, adiantou o gestor público.
Ratinho também reafirmou compromisso de incluir o destino nas campanhas de divulgação e promoção do turismo e de reduzir o ICMS do querosene de aviação, de 18% para 12%.
Agenda
O prefeito Chico Brasileiro e os secretários de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla; da Tecnologia da Informação, Evandro Ferreira e da Agricultura Michieu Platini, cumpriram agenda no Show Rural, participando de reuniões com o governo do Estado e conhecendo novas tecnologias.
Leia, a seguir, a íntegra da entrevista:

Jornal A Voz do Paraná: Você deve ser conhecido e deve ter um relacionamento muito próximo ao governador do Estado, porque foi deputado e ele também. Hoje, você está prestigiando a instalação do governo do Estado em Cascavel. Gostaria que você avaliasse um pouco o seu trabalho em relação a Foz do Iguaçu…
Chico:
Graças a Deus, nós estamos sentindo que Foz do Iguaçu, através de seus empresários e da nossa sociedade, teve a capacidade de recuperação muita rápida. Nossa cidade passou por dificuldades, mas superamos isso, hoje, o município está com um crescimento no turismo acima da média brasileira, muitos investimentos ocorrendo na nossa cidade e investimentos públicos, tanto do governo do Estado quanto do governo Federal, da Itaipu e investimentos privados. Terminamos o ano como a 4ª cidade que mais gerou empregos no Estado do Paraná e isso demonstra que é uma cidade pujante e que tem potencial de representar o Brasil cada vez mais dentro do próprio Brasil e também no exterior. Fechamos com recordes de turistas em 2018 e é o que faz provar que o turismo é realmente a nossa grande vocação e temos que cada vez mais investir nisso.

Jornal A Voz do Paraná: Por ser e por ter as Cataratas mais lindas do planeta, por serem atrativas para mundo inteiro, o reconhecimento dos governos tem sido a altura do que Foz do Iguaçu necessitaria?
Chico:
Sim, tem sido. Nós temos tido uma relação muito boa com todos os governantes do Estado do Paraná, muitos investimentos, parcerias, desde o governador Beto Richa, pelo menos, no período que eu estou à frente da prefeitura, passando pela governadora Cida Borghetti e, agora, com o governador Ratinho Junior. É um relacionamento muito bom, eles compreendem a importância da nossa cidade no cenário estatual e do cenário nacional, da mesma forma o governo Federal, tanto que o presidente Temer anunciou juntamente com o presidente do Paraguai a segunda ponte a ser construída entre o Paraguai e Foz do Iguaçu. Nós não podemos reclamar por falta de apoio porque realmente tivemos um grande olhar para Foz, tanto em âmbito nacional como federal.

Jornal A Voz do Paraná: A propósito, em relação ao estadual é uma das prioridades e uns dos projetos iniciais do governo Ratinho Junior alavancar o turismo, inclusive, no Show Rural ele apresenta o projeto direcionado a essa área aos prefeitos. É uma boa sinalização para você, prefeito?
Chico:
Sim, eu fiquei muito feliz quando eu ouvi o discurso do governador, mas, não é só o discurso, a ação, ele já apontou aos seus secretários que invistam um bom percentual, em torno de 30% da divulgação do governo do Paraná do turismo, ou seja, divulgar o turismo no Brasil, principalmente, para que nós tenhamos um turismo interno e muito forte, então, atrair turistas para o Paraná através da divulgação. Sabemos que tem um peso muito grande, isso é uma medida inovadora, porque, geralmente, os governos fazem propagandas de suas obras e isso não é uma obra, mas, é um serviço, é um produto que estamos vendendo. O governador soube captar essa compreensão que o turismo é uma alavanca de desenvolvimento. Grandes países do mundo, hoje, estão conseguindo recuperar a sua economia através do turismo e o Brasil tem um grande potencial a ser explorado. O Paraná é um grande exemplo disso.

Jornal A Voz do Paraná: Foz do Iguaçu passou por alguns momentos de dificuldades que criou uma crise, pode até ter sido pequena ou até um volume maior na sua economia, principalmente, em relação ao investimento do governo municipal. Como você superou essa crise ao assumir a administração e como você recuperou aquilo que Foz sempre teve que é autoestima da população, os investimentos do município, enfim, Foz ser olhada de uma forma diferente?
Chico:
O nosso grande trabalho, que não tão meu, mas que é um trabalho em conjunto de toda a nossa equipe de governo e da cidade também. Primeiro a recuperação da credibilidade, isso é um ponto fundamental em nosso município, na medida que recuperamos essa credibilidade dos investidores, a credibilidade de quem fornece à prefeitura, sabendo que pode vender e que não vai precisar de nenhum negócio para poder receber, ou seja, praticamente o primeiro ano de trabalho focado em pagar dívidas que eram em torno de R$ 100 milhões no ano de 2017. Ficamos focados em pagar a quem devia e recuperar essa credibilidade do mercado interno, acenando também para os investidores de fora da cidade que também tinham estabilidade econômica e, graças à Deus, conseguimos isso, fechamos o ano de 2017 já positivo e encerramos o ano de 2018 já com caixa para poder investir, ou seja, é uma empresa que conseguiu pagar suas dívidas e está se recuperando por ter capacidade de investimento. Todas as medidas já foram tomadas no sentido de, primeiramente, não apenas cortar os gastos públicos, mas, acima de tudo, gastar bem, tendo um equilíbrio das nossas despesas e pagando em dia os nossos fornecedores. Talvez possa ser uma coisa simples, mas a gente economiza muito pagando em dia e tomamos uma medida em Foz, através de um decreto que vendeu para prefeitura e, em no máximo 20 dias, depois da entrega do serviço está garantido. Conheço muitos investidores, muitos empresários que passaram a vender para a prefeitura em um preço mais em conta, nossas licitações passaram a ter 20 a 30% a menos do que o valor inicial. Isso foi gerando um ambiente de confiança, de credibilidade e também trazendo economia ao nosso público.

Jornal A Voz do Paraná: Vencido os primeiros desafios, quais são os próximos desafios a serem vencidos?
Chico:
Eu diria que Foz é uma cidade de eternos desafios, até mesmo pela sua localização geográfica e, por isso, é uma cidade com muito a ser feito. Do ponto de vista estratégico, temos que vencer as grandes obras estruturantes como o aeroporto, para nós crescermos, manter o crescimento atual e ousar mais desse crescimento, precisamos ter um aeroporto de nível internacional com ampliação de pista e que consigamos receber voos internacionais. Que nós consigamos fazer, através do aeroporto, um grande ponto de conexão da América do Sul a outros pontos turísticos da América do Norte, como Panamá, América Central, Estados Unidos, enfim. Estrategicamente, Foz do Iguaçu pode ser um grande centro do turismo pelo desenvolvimento e pela sua localização geográfica. Esse é um grande desafio a nós e o desafio da infraestrutura, da duplicação da rodovia que leva às Cataratas que agora recebemos uma grande notícia do Ratinho Junior, que ele quer trazer essa rodovia federal para estadual e buscar os investimentos para que nós consigamos a sua duplicação, ou seja, a nossa meta é essa, investir nessa infraestrutura, porque tendo isso ninguém segura Foz do Iguaçu.

Jornal A Voz do Paraná: Para encerrar, o teu sonho era governar Foz do Iguaçu. Você se elegeu prefeito, mudou o panorama da cidade, mudou os conceitos dentro do governo municipal. Como você se sente sendo prefeito da Terra das Cataratas?
Chico:
Me sinto extremamente bem comigo mesmo, como de quem está cumprindo a missão, uma missão de vida, porque não é algo fácil, é algo que requer até alguns sacrifícios, mas, é algo prazeroso, me sinto realizado e faço meu trabalho, hoje, com muito prazer. Eu sei que não consigo agradar a todos, não consigo fazer aquilo que, talvez, muitas pessoas tenham como expectativa que seja feito, mas, eu tenho a certeza de que o que estamos fazendo, é algo que vai contribuir, não só para o presente, mas para o futuro da nossa cidade. Esse é o orgulho que eu quero ter, de depois que entregar o cargo, poder dizer que conseguimos entregar uma cidade melhor, porque a vida em uma gestão pública é isso, passar o bastão e saber que aquele que vai receber conseguirá ir mais longe que nós, porque a gente entregou já com condições melhores. Essa é minha grande motivação e eu me sinto muito motivado, certamente, apesar de muitas dificuldades, mas por esse prazer de realizar e de ver concretamente as coisas acontecendo. Nós que amamos a cidade, sabemos da importância que é as realizações de um município. Foz do Iguaçu é a minha casa, é a minha vida.

Rate This Article

avozdoparana@jornalavozdoparana.com.br