Jornal a Voz do paraná
HomeHomeAgronegócio homeCooperados seguem para reta final na colheita de milho em Goioerê

Cooperados seguem para reta final na colheita de milho em Goioerê

Cooperados seguem para reta final na colheita de milho em Goioerê

O trabalho árduo de mais de seis meses entre a semeadura e a colheita do milho está chegando ao fim na região de Goioerê. A área colhida já ultrapassa os 70%.

Para o produtor Gabriel Carlucci, que entrega a produção na Unidade de Universo, a colheita superou as expectativas. “Pelo ano que passamos não tínhamos esperanças de bons resultados. Mas agora na colheita percebemos que a produção está ótima em relação ao período que estamos vivendo. Em algumas áreas estamos conseguindo superar 350 sacas por alqueire”.

O cooperado afirma que ter uma Unidade da Copacol próxima a propriedade facilita a logística na hora da entrega dos grãos. “Ter uma Unidade de Recebimento de Grãos perto nos garante maior rentabilidade em diversos aspectos. O primeiro deles está ligado a logística, pois com o caminho reduzido conseguimos amenizar a perda no trajeto até a Cooperativa, o segundo e mais importante é a assistência prestada pelos técnicos, que estão sempre dispostos a nos atender e que conseguem auxiliar em casos de emergência”, detalha Gabriel.

O diretor presidente da Copacol, Valter Pitol, aponta que neste ano houve redução em produtividade – efeito da estiagem no plantio e intempéries na colheita. Até agora a Cooperativa recebeu 5,5 milhões de sacas de milho, a previsão final é 9 milhões. “A produtividade está razoável. O volume colhido é menor que nos últimos anos, o que proporciona um recebimento tranquilo e rápido nas unidades. Fizemos altos investimentos para que os produtores pudessem entregar com rapidez, buscando a comercialização assim que achar mais oportuno”, afirma Pitol.

Com a valorização do produto e intensa comercialização no mercado, a Cooperativa busca estratégias para ter matéria-prima para manter as integrações até a próxima safra. “O milho não será suficiente para atender a cadeia de integrações até a safra de julho do ano que vem. Estamos adquirindo o produto para atender nossas necessidades. O produtor deve buscar a comercialização quando analisar interessante, atento as informações de mercado que estão disponíveis”, finaliza o presidente da Copacol.

Rate This Article

avozdoparana@jornalavozdoparana.com.br