Jornal a Voz do paraná
HomeHomeÉ possível resfriar seu notebook usando moedas; veja como fazer

É possível resfriar seu notebook usando moedas; veja como fazer

É possível resfriar seu notebook usando moedas; veja como fazer

Akinori Suzuki é um usuário japonês de MacBook Pro que encontrou uma maneira curiosa para combater o calor gerado pelo computador em situações de alta demanda e a compartilhou no Twitter. Usando moedas de cobre, ele conseguiu aumentar a capacidade do computador dissipar calor, combatendo o desconforto provocado pela temperatura.

O japonês usou moedas de 10 yen, que possuem grandes quantidades de cobre. Antes que você saia procurando no Google, no Brasil as melhores candidatas a sistema passivo de refrigeração são as de 1 e 5 centavos, revestidas pelo metal avermelhado.

No caso de Akinori, a coisa funciona porque o cobre é um grande condutor termoelétrico – não é por acaso que está no interior de fios de todos os tipos e tamanhos – bastante superior ao plástico e ao alumínio, materiais normalmente usados na carcaça de computadores. Seguindo os princípios físicos da Termodinâmica, enquanto o cobre estiver mais frio que o computador, vai absorver o calor daquilo com que estiver em contato.

A partir daí, as moedas aquecidas juntas aumentam a área de contato disponível com o ar para trocar calor com a atmosfera, dissipando o excesso de temperatura. A ideia de aumento de área para trocar mais calor é o mesmo princípio por trás dos dissipadores usados em placas-mãe.

moedas-inspiron

A pergunta que fica é: será que funciona no seu computador? A princípio, a experiência só surtirá efeitos se você puder colocar as moedas na superfície do computador que se aquece mais e se ela for revestida de metal (computadores de plástico – infelizmente – dificilmente apresentarão resultados animadores).

O único custo da tentativa é ocupar a grande quantidade de moedas desse valor que você possa ter por aí sobrando, então pode ser que valha à pena tentar.

macbook-moedas

Rate This Article
Author

notificacao@agenciacaos.com