Noticias

Rossoni diz que o Brasil tem que escolher um presidente que saiba conduzir a nação com decência, seriedade e respeito ao povo

O deputado Valdir Rossoni, presidente do PSDB-PR e da Assembleia Legislativa, participou de uma entrevista na rádio CBN-Cascavel onde apresentou as razões para que a população vote em Aécio Neves para presidente da República. Segundo ele, o candidato tucano tem força para mudar a forma de governar e orgulhar a todos os brasileiros. “Um presidente da República tem que ter a decência e capacidade para dar um basta nas negociatas que tomaram conta do Congresso Nacional com a conivência do Executivo. Hoje negociam tudo por cargos. Temos que ter um presidente que saiba conduzir a nação com seriedade e respeito às pessoas. O Aécio tem esse perfil e vai mudar a forma de governar.” Rossoni disse que os diversos escândalos que ocorreram durante a gestão da presidente Dilma fazem com que ela não tenha mais condição moral de continuar na Presidência. “Ela não tem mais autoridade para governar o país porque a administração dela é símbolo da corrupção que tomou conta do Brasil”, disse. “Se queremos a mudança, melhor educação, melhor atendimento na saúde e ter orgulho do presidente da República, a opção é votar Aécio Neves”, afirmou. Investigações Para Rossoni, as instituições fortalecidas, como a Polícia Federal, Ministério Público e a Justiça, é que garantem as investigações e apurações de desvios de condutas no governo. “Não compete ao Executivo determinar”, afirmou. O deputado disse que Dilma Rousseff tem usado a desculpa de que mandou investigar para tentar encobrir para a população os escândalos que ocorrem no governo petista. “O Brasil virou esse mar de lama. Se o PT quisesse a lisura na administração pública, já teria demitido o João Vaccari Neto, que é tesoureiro do PT e conselheiro da Itaipu e quem controla a propina que vem da Petrobras”, afirmou. Bancos públicos Rossoni disse que na campanha deste segundo turno o PT atacou de todas as formas o candidato tucano faltando com a verdade. “Ao invés de apresentarem propostas, fazem acusações infundadas”. Ele disse, por exemplo, que a meta do governo tucano será a de fortalecer os bancos públicos, ao contrário do que diz o PT. “O que não vamos fazer, como agora, é transformar em cabide de emprego para partidos políticos. Vamos trazer de volta a seriedade na administração pública.” Inflação O deputado também falou da necessidade de se controlar a inflação, que tanto tem assustado os brasileiros nos últimos tempos. Segundo ele, isso tem impedido o crescimento do país, já que o consumo está retraído. “Eles estão preocupados em comparar a inflação com o governo Fernando Henrique, mas esquecem de dizer que o FHC pegou uma inflação de 900% e que para acabar eram necessários sacrifícios. Se formos comparar o governo Dilma com o governo Lula, percebemos o quanto o governo dela é ruim. Será a única a encerrar o mandato com uma inflação maior do que recebeu. A presidente não teve capacidade, não soube governar”, resumiu. Bolsa Família Outra mentira do PT que Rossoni ressaltou foi o fato de falar que, com o Aécio eleito, o Bolsa Família será extinto. O deputado lembra que Aécio Neves já garantiu que o programa continuará e que será aprimorado para melhor atender àqueles que necessitam. “O que se roubou na Petrobras poderia triplicar o atendimento do Bolsa Família. É preciso ter critério de assiduidade, frequência das crianças em sala de aula, fiscalizando as notas para que, de fato, estudem. Só há uma maneira de diminuirmos a miséria no país que é através da educação. Coisa que o PT não tem interesse porque prefere segurar o voto com o Bolsa Família”, disse. “Nunca vamos extinguir um programa social que foi iniciado pela Ruth Cardoso, ex-primeira dama no governo FHC. Vamos aperfeiçoar. Quem realmente precisa vai ganhar mais, mas terão que cumprir com certas atribuições que competem à sociedade.”