Noticias

Foz do Iguaçu sobe no Índice de Competividade do Turismo

Foz do Iguaçu subiu mais uma posição no Índice de Competitividade do Turismo Nacional e está agora em 6º lugar. Com 76,9 pontos, é a única não capital entre os dez principais destinos indutores do turismo, à frente de Recife, Brasília, Salvador e Florianópolis e atrás apenas de São Paulo, Porto Alegre, Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Curitiba. No estudo, que mede a competitividade de 65 destinos indutores do turismo em todo o Brasil, as capitais apresentaram média de 68,2 pontos, enquanto os demais municípios ficaram com média de 53,4 pontos. A pesquisa é feita pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), para o Ministério do Turismo e para o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). AVANÇO No estudo do ano passado, Foz do Iguaçu já havia avançado uma posição, ultrapassando Salvador. Este ano, passou Recife, que na pontuação geral de 2013 estava tecnicamente empatada com Foz. Entre os 13 aspectos avaliados pela Fundação Getúlio Vargas, Foz do Iguaçu ficou em 1º lugar no item “Marketing e promoção do destino”, que identifica, entre outros fatores, a existência de uma marca promocional, a presença do destino em produções audiovisuais de repercussão nacional e internacional, os materiais produzidos para comercialização dos atrativos e a infraestrutura para eventos, entre outros. MAIS DESTAQUES Foz também aparece com destaque – 2º lugar – em mais três aspectos considerados pela pesquisa. Em “Atrativos Turísticos”, ficou atrás apenas do Rio de Janeiro; em “Aspectos ambientais”, perde só para Curitiba; e em “Monitoramento”, que avalia, entre outros, planejamento, estudos de demanda, promoção do destino e funcionamento dos centros de atendimento aos turistas, ficou atrás de São Paulo. Outro segundo lugar, atrás somente do Rio de Janeiro, foi em “Aspectos ambientais”, que considera a de plano de manejo, de conselho gestor para a principal unidade de conservação indicada, se o destino conta com um patrimônio natural da Unesco e quais as atividades econômicas ligadas ao turismo. Ainda na relação dos 13 aspectos, Foz do Iguaçu aparece na relação dos 10 primeiros lugares (em 9º) em “Serviços e equipamentos turísticos”. Na relação dos dez primeiros lugares, a cidade não se destaca em Infraestrutura Geral, Acesso, Políticas Públicas, Cooperação Regional, Economia Local, Capacidade Empresarial e Aspectos Culturais. POSIÇÃO O Índice de Competitividade do Turismo Nacional alcançou a marca de 59,5 pontos em 2014, em uma escala que vai de zero a cem. É a nota mais alta desde o início da série, em 2008. Os destinos que se destacaram na pontuação deste ano foram: São Paulo, com 82,5; Porto Alegre, 80,0; Belo Horizonte, 78,5; Rio de Janeiro, 78,5; Curitiba, 77,9; Foz do Iguaçu, 76,9; Recife, 76,0; Brasília, 75,2; Salvador, 75,0 e Florianópolis com 74,2.