Noticias

Mercosul Internacional de Badminton acontece em Foz

Enquanto a Copa do Mundo não vem, o Brasil recebe, entre os dias 5 e 8 de junho, o 2º Mercosul Internacional de Badminton, em Foz do Iguaçu (PR). O torneio na cidade paranaense contará com 92 atletas, sendo 59 homens e 33 mulheres, de 13 países diferentes. Realizado pela Federação Mundial de Badminton (BWF, em inglês), pela Badminton PAN AM e pela Confederação Brasileira da modalidade (CBBd), o campeonato vai distribuir US$ 8 mil em premiação aos atletas que subirem ao pódio nas disputas de simples e duplas masculinas e femininas e nas duplas mistas. Além disso, o torneio valerá pontos para o ranking da BWF. As partidas serão disputadas no Ginásio de Esportes Costa Cavalcante, em Foz do Iguaçu e terá entrada gratuita para o público. Além dos brasileiros, haverá atletas da Alemanha, Argentina, Áustria, Canadá, Chile, Dinamarca, Escócia, Estados Unidos, Guatemala, México, República Tcheca e Suécia. O esporte Ainda pouco popular no Brasil e caracterizado por ser uma mistura de tênis e vôlei de praia jogado com uma peteca e uma raquete, o badminton tem sua origem indefinida, mas a modalidade que se conhece hoje teve início na Índia. Nascido sob o nome de Poona, o esporte ganhou força quando, ainda no século 19, oficiais britânicos em missões na Índia, após ter entrado em contato com o Poona e gostado da prática, resolveram levar o esporte para a Europa. No Brasil, a prática do badminton tornou-se competitiva a partir de 1983, quando foi disputada a primeira edição da Taça São Paulo. A Confederação Brasileira de Badminton, entretanto, só seria fundada dez anos depois, em 1993. Hoje, a entidade conta com 15 federações filiadas. Já a Federação Mundial tem 179 países filiados.