Noticias

Itaipu e New Holland apresentam trator a biometano

A Itaipu Binacional e a New Holland vão apresentar nesta quarta-feira (8), em Cascavel (PR), os resultados dos primeiros testes com um trator movido a biometano em atividade numa propriedade rural brasileira. A apresentação será às 14h, no estande da Itaipu no Show Rural Coopavel, e contará com a presença do diretor-geral brasileiro da binacional, Jorge Samek, e do vice-presidente da New Holland para a América Latina, Rafael Miotto. O veículo é um protótipo desenvolvido na Europa, a partir do modelo T6.140, da New Holland, e está exposto no estande de Itaipu. Em janeiro, o trator passou por um período de testes na Granja Haacke, em Santa Helena (a 114 km de Cascavel), com apoio de Itaipu e do Centro Internacional de Energias Renováveis (CIBiogás). É nessa propriedade que é produzido o gás que abastece parte da frota de veículos a biometano de Itaipu. A vinda do trator à região Oeste do Paraná é resultado de um acordo de cooperação assinado em agosto do ano passado, entre Itaipu e New Holland, para aprimorar e difundir as tecnologias relacionadas ao uso do biometano como combustível veicular. A Itaipu Com 20 unidades geradoras e 14.000 MW de potência instalada, a Itaipu Binacional é líder mundial na geração de energia limpa e renovável, tendo produzido, desde 1984, mais de 2,4 bilhões de MWh. Em 2016, a usina retomou a liderança mundial em geração de energia, com a marca de 103.098.366 MWh gerados. A hidrelétrica é responsável pelo abastecimento de cerca de 15% de toda a energia consumida pelo Brasil e de 75 % do Paraguai. Desde 2003, Itaipu tem como missão empresarial “gerar energia elétrica de qualidade, com responsabilidade social e ambiental, impulsionando o desenvolvimento econômico, turístico e tecnológico, sustentável, no Brasil e no Paraguai”. A empresa tem ainda como visão de futuro chegar a 2020 como “a geradora de energia limpa e renovável com o melhor desempenho operativo e as melhores práticas de sustentabilidade do mundo, impulsionando o desenvolvimento sustentável e a integração regional”.