Noticias

Qualificação de pessoas, o verdadeiro legado da Copa

*Darci Piana Se verde e o amarelo apenas agora começaram a colorir as ruas e casas no país, o comércio de bens, serviços e o turismo paranaenses estão em clima de Copa do Mundo há bastante tempo. Desde a confirmação de Curitiba como uma das cidades-sede dos jogos, foi criada uma expectativa muito grande em relação ao desempenho da economia em diferentes setores relacionados direta ou indiretamente com o mundial. Essa perspectiva levou muitos agentes econômicos a se prepararem para atender ao movimento adicional gerado pelo megaevento. A preparação envolveu novos empreendimentos turísticos e modernização ou ampliação de instalações, novas estratégias de comunicação, qualificação e contratação de colaboradores. Tudo para garantir que a hospitalidade paranaense seja lembrada pelos turistas que nos visitarão durante e após o evento esportivo. Em 2011, o Senac, braço educacional do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR, lançou o programa Senac em Campo, para qualificar os trabalhadores paranaenses para atuar no comércio, turismo, hospitalidade e gastronomia. Os resultados foram excepcionais. Até o último mês de maio, o Senac Paraná realizou 116.730 qualificações profissionais pelo programa, em todas as regiões do Estado, com uma carga horária superior a 1,2 milhão de horas/aula. Curitiba, Foz do Iguaçu e Paranaguá, municípios com maior demanda turística, por seus monumentos históricos, belezas naturais, eventos e comércio, tiveram maior número de alunos. Nas áreas de gestão, comércio e idiomas, o Senac realizou 37.453 matrículas; nos cursos de turismo e gastronomia foram ofertadas 33.282 vagas; em beleza e saúde, 25.354; e nas demais áreas foram realizadas 20.641 qualificações. Esses números dizem respeito a cursos técnicos e de formação inicial e continuada de no mínimo 160 horas cada, muitos deles ofertados a custo zero para a população através do Programa Senac de Gratuidade (PSG) e pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). As ofertas via Pronatec, em parceria com o Ministério do Turismo, que engloba os programas Pronatec na Copa e Pronatec Copa na Empresa, foram fundamentais para atrair e preparar os profissionais do setor turístico para o mundial. É ponto pacífico que a qualificação profissional tem relação direta com a qualidade dos serviços prestados pelo comércio. O Sistema Fecomércio e o Senac têm uma história neste segmento que remonta à fundação das entidades, há 66 anos. O processo de qualificação realizado nesses últimos três anos se soma ao processo histórico. O benefício oferecido ultrapassa os 30 dias dos jogos. A capacitação profissional entrega ao comércio e aos setores de serviços e turismo pessoas capazes de promover o desenvolvimento socioeconômico das regiões onde vivem e trabalham. Ela transforma vidas, pela inclusão profissional e social, gerada pelo aumento da renda. Este é o verdadeiro legado da Copa do Mundo. A Fecomércio e o Senac têm orgulho em contribuir para o progresso do Paraná e de sua gente. * Darci Piana é presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR