Educação

USP oferece nova edição de curso online gratuito para aprimorar habilidades de idosos identificarem fakenews

As vagas para se inscrever na primeira edição do curso Fakenews: reconhecimento e atitudes para fazermos a diferença já estão esgotadas. Devido à alta demanda de interessados pela iniciativa, o Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, oferecerá mais uma edição do curso em novembro.

As inscrições poderão ser realizadas a partir de 1º de outubro exclusivamente pelo Sistema Apolo da USP, em um link que será disponibilizado nesta página: icmc.usp.br/e/fdc72. Como há apenas 30 vagas disponíveis, a inscrição não garante a matrícula no curso.

Caso existam mais inscritos do que o número de vagas oferecido, será respeitada a ordem de precedência. Além disso, a matrícula também depende da idade dos interessados, que devem ter 60 anos ou mais. Ou seja, após o fim das inscrições, serão matriculados os primeiros 30 inscritos que atenderem ao critério da idade mínima estabelecida (60 anos).

Para poder assistir às aulas do curso, também é necessário ter acesso à internet e possuir e-mail para poder efetuar a inscrição. É por meio desse e-mail cadastrado no momento da inscrição que os matriculados serão informados sobre como acessar a plataforma digital em que as atividades ocorrerão.

As aulas online começam na segunda semana de novembro e vão até 9 de dezembro, e acontecerão sempre às terças e quintas-feiras, das 15 às 17 horas. Todas as atividades são destinadas a quem já possui smartphone com sistema Android (7.0 ou superior) e tenha noções sobre o uso do aparelho, que deve estar habilitado para navegar na internet.

Objetivos – Um dos principais objetivos da iniciativa é sensibilizar os idosos para a importância da averiguação de mensagens e informações, apresentando atitudes e práticas que podem contribuir para reduzir a disseminação das chamadas fakenews em aplicativos de mensagens instantâneas e redes sociais.

Coordenado pela professora Kamila Rios, o curso será ministrado pela professora Maria da Graça Pimentel, ambas do ICMC, com o apoio de diversos colaboradores. A proposta é promover discussões e exercícios práticos sobre estratégias de identificação de fakenews, com apoio de material didático fundamentado em componentes teóricos das áreas de sociologia e pedagogia.

Serão oferecidos, ainda, conhecimentos para possibilitar aos idosos adotarem novos comportamentos em diversas situações, tais como: ao utilizarem aplicativos de comunicação instantânea (Whatsapp, Signal e Telegram); ao se comunicarem por meio de redes sociais (Facebook e Instagram); ou ao acessarem plataformas como YouTube e Google Search.