Agronegócio

Projeto inovador iniciará a produção de biogás na Frimesa

A Frimesa está na reta final das obras de um sistema de biodigestores que entrará em operação em outubro e visa melhorar a gestão dos resíduos gerados na Unidade Industrial de Medianeira.
Os dois biodigestores são do tipo reator com tanque agitado continuamente (Continuous Stirred Tank Reactor - CSTR), com 26 m de diâmetro e 7 m de altura total. Esse modelo suporta elevadas cargas orgânicas e é a configuração de biodigestor mais utilizada em plantas de biogás na Europa, principalmente pela mistura de substratos com concentração de material sólido mais elevado, como é o caso local.
Além da importante vantagem ambiental que é a redução dos gases de efeito estufa, há uma série de outras características positivas que fazem este projeto altamente estratégico e competitivo.
O lodo que passará pelo processo de biodigestão anaeróbia, será enviado para um sistema que possibilita retirada da umidade e redução de volume, para posterior uso como biofertilizante. Esse processo resulta na sustentabilidade ambiental, porque permite a destinação adequada dos resíduos gerados, e elevado valor estratégico para a produção agrícola. O biogás gerado é um combustível gasoso potencialmente utilizável para a geração de energia térmica.