Noticias

Encontro on-line dá início ao Fórum Permanente das Árvores

Representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, da Defesa Civil e do Conselho Municipal de Meio Ambiente integram o time de especialistas que discutiu na noite desta quarta-feira (06) a arborização urbana de Foz do Iguaçu no Fórum Permanente das Árvores. 

O encontro foi transmitido pelo canal do YouTube do Observatório Educador Ambiental Moema Viezzer (Obeamv).

Em um debate de quase duas horas, foram tratados temas como o Plano Municipal de Arborização, a partir da apresentação do panorama histórico da arborização urbana, podas e cortes; desafios à Defesa Civil; papel ambiental da arborização; entre outros. 

Esse primeiro encontro, com amplo espectro temático, deu o pontapé inicial no fórum propriamente dito. As próximas discussões terão a missão desenvolver e aprofundar cada abordagem. A atividade que formalizou a abertura do Fórum Permanente das Árvores foi uma apresentação sobre fitocognição, realizada no dia 22 de setembro. 

Participaram do debate André Xavier, biólogo da Secretaria Municipal de Meio Ambiente; Luiz Carlos Guimarães, assistente da Diretoria de Arborização da secretaria; o auxiliar de coordenação da Defesa Civil, Evaldo Guimarães; Patrícia Zandonade, professora de Arquitetura e Urbanismo; Raby Khalil, presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente. A mediação foi feita por Ana Fonseca, da coordenação do Plante Uma Árvore e Doc Ambiente. 

O encontro pode ser assistido pelo link: https://youtu.be/77Qz5xXsanQ.

Sobre o Fórum Permanente das Árvores

Concebido como um espaço de interlocução entre população, academia e poder público, o Fórum Permanente das Árvores é uma iniciativa do coletivo Plante Uma Árvore Foz e do Coletivo Educador de Foz do Iguaçu, que reúne diversas instituições, e conta com apoio do Doc Ambiente. 

Para 2021, está prevista na programação um fórum específico on-line para discutir o Plano Municipal de Mata Atlântica (PMMA), o Encontro de Todos os Seres - uma atividade de educação ambiental - no Parque Nacional do Iguaçu, e o passeio guiado EcoBike, de percepção ambiental em relação às árvores, pela região central da cidade.