Cidades

Toledo amplia investimentos na Saúde do município

O município de Toledo investiu 26% do orçamento em Saúde nos meses de maio, junho, julho e agosto deste ano. Os valores, percentuais, número de atendimentos e a destinação dos valores gastos foram apresentados pelo poder Executivo, durante a Audiência Pública do segundo quadrimestre de 2021 realizada na tarde de quinta-feira (30) na Câmara de Vereadores pela Comissão de Saúde, Seguridade Social e Cidadania em atendimento a Lei Complementar N° 141/2012. 
A apresentação foi conduzida pela secretária de Saúde, Gabriela Kucharski. No segundo quadrimestre deste ano o município arrecadou referente a Receitas de Impostos Municipais (Liquidada) um total de R$ 96.725.444,20. Essa é a base para a exigência legal de aplicação de no mínimo 15% com a saúde pública. Também arrecadou R$ 191.825.024,27 de Receitas de Transferências Constitucionais e Legais.
O governo Beto Lunitti tinha a obrigação de aplicar ao menos R$ 43.282.570,27 com saúde. O Município aplicou R$ 39.909.312,02 além do teto legal exigido. Somado às Receitas Vinculadas, foram investidos R$ 101.600.157,37 no último quadrimestre. 
As despesas em saúde tiveram uma variação de 13,37% em relação ao mesmo período em 2020. No demonstrativo das despesas liquidadas do Fundo Municipal de Saúde no quadrimestre deste ano foram gastos R$ 75.930.078,57 com Despesas Correntes. As contratações de servidores PSS e custeio para enfrentamento à Covid-19 foram as principais causas da variação.
Ao analisar uma série histórica de despesas liquidadas per capita (gasto por habitante), em 2018 foram gastos R$531,26 no segundo quadrimestre. Já em 2019 esse valor subiu para R$550,04. Passando para R$ 611,14 em 2020. E este ano, chegou ao ápice, com uma despesa de R$701,58 por habitante. 
A secretária de Saúde comentou um gráfico onde demonstrava dois grandes picos de despesas com horas extras neste quadrimestre, porém um foi relacionado aos atendimentos no Pronto Atendimento Municipal (PAM) e o outro, mais recente, referente ao Corujão da Vacina. “Mobilizar os servidores para vacinar a população sim representa um investimento do município em saúde”, frisou Gabriela. 
Atenção Primária
Segundo o Sistema Integrado de Serviços de Saúde (SIGS) foram realizadas 56.437 consultas médicas no 2º quadrimestre de 2021, 16,65% a mais que o primeiro quadrimestre (48.381). No mesmo período foram realizados 278.776 procedimentos ambulatoriais, 26,31% a mais que o primeiro quadrimestre (220.700). 
As consultas odontológicas aumentaram em 47,26% do primeiro para o segundo quadrimestre (3.015 para 4.440). Os procedimentos odontológicos 42,20% (de 11.233 para 15.973). Isso representa uma retomada, já que diminuíram no período da pandemia. 
Urgência e Emergência
Foram realizadas 35.419 consultas médicas de clínico geral na rede de Urgência e Emergência Municipal no 2º quadrimestre. No mesmo período foram registradas 4.298 consultas pediátricas e 1.129 encaminhamentos hospitalares. 
A diminuição de pacientes Covid-19 com o avanço da vacinação e melhora no quadro epidemiológico do município permitiu a retomada de internamentos clínicos no PAM. 
O coeficiente de mortalidade para cada 1000 ainda fechou em alta no quadrimestre (2,54) em função ainda do número de óbitos ocasionados pela pandemia do coronavírus. Foram registrados 101 óbitos no período. 
Especialidades
Outro apontamento positivo destacado pela secretária de Saúde foi em relação às consultas de especialidades. No SUS houve um aumento de 26,60% em relação ao primeiro quadrimestre (de 7.366 para 9.325). No Ciscopar esse índice foi ainda maior, 52,88% no mesmo comparativo (de 8.884 para 13.582). Gabriela relacionou esse acréscimo ao aproveitamento de vagas em relação a pacientes faltantes e atribuiu o mérito aos servidores que se empenham em buscar preencher essas vagas. 
Como consequência dessa ação e dos mutirões, há uma tendência de queda em várias filas de especialidades. “Se seguir esse ritmo devemos reduzir em um terço a fila de especialidades em um ano”, garantiu Kucharski. 
Saúde Mental
Área que merece destaque na saúde mental são os procedimentos coletivos. Foram realizados 231 no 2º quadrimestre deste ano, 168,60% a mais que o mesmo período de 2020, quando foram realizados 58 atendimentos, demonstrando de forma explícita e necessária essa retomada. 
Vigilância em SaúdeO trabalho realizado pelos agentes de endemias resultou em um índice de infestação predial de 0,5%, considerado excelente. O recomendado pelo Ministério da Saúde é no máximo 1%. 
Outro trabalho elogiado foi do ambulatório materno infantil, ao registrar uma Taxa de Mortalidade Infantil de 7,57. Esse índice vem caindo e é o segundo ano que se mantém abaixo de 10. 
Transporte de pacientes
Uma ferramenta que tem agilizado e facilitado o atendimento ao usuário é o agendamento de transporte de pacientes SUS via whatsapp por meio do número (45) 3378-8686.
O prefeito Beto Lunitti acompanhou toda a exposição durante a Audiência Pública e reverenciou as vítimas da Covid-19. Elogiou a equipe da Secretaria de Saúde e reforçou a transparência da administração com a sociedade. Destacou a importância da pasta, da ciência e das campanhas que são realizadas em prol da população. “Lutemos pela vida”, finalizou.