Cidades

Cascavel é destaque na vitrine da maior feira do mundo

Cascavel foi apresentada na terça-feira (12), na maior feira de negócios do mundo. A Expo 2020 Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, reúne 192 países dispostos a fazer comércio internacional.
Cascavel está representada pelo prefeito Leonaldo Paranhos, que também representa os municípios que compõem a Associação dos Municípios do Oeste do Paraná. “Tivemos um dia bastante intenso com a participação de vários países e rodadas de negociações, quando é apresentado os produtos que temos o interesse em comercializar”, destacou o prefeito.
Um vídeo com as potencialidades de Cascavel foi apresentado para representantes de diversos países. Também foi firmada uma parceria com o governo do Paraná, que passará a ter um escritório de representação em Dubai que será a base de sustentação permanente dos municípios com os países árabes. O escritório facilitará os relacionamentos comerciais. “É uma importante ferramenta que dará apoio a todos os que têm interesse em ter relacionamento com os Emirados Árabes, e até outros países que possam ter interesse na relação comercial, tanto para importar quanto para exportar”, disse Paranhos.
O prefeito também teve uma reunião específica sobre Cascavel e as cooperativas regionais. Paranhos detalhou para os participantes os números da produção da agricultura, pecuária e outros segmentos da economia, como o turismo, por exemplo.
A cidade já possui relacionamento comercial com países árabes e de outras regiões do Planeta, mas a intenção é ampliar os negócios e, consequentemente, fortalecer a economia local e regional. “Nós temos a produção que eles têm interesse”, afirmou o prefeito.
Paranhos destaca que esse dinheiro oriundo do comércio internacional que vem a Cascavel e região precisa, também, ter um cunho social e se transformar em emprego e renda para a população. 
Paranhos participou também de uma reunião com a Câmara de Comércio Árabe Brasileira e a Cdial Halal, uma das maiores certificadoras de produtos internacionais. A Halal é uma certificação internacional cedida a empresas exportadoras de alimentos. Ela atesta que os produtos alimentícios foram produzidos de acordo com a jurisprudência islâmica e, portanto, estão aptos a serem exportados para países muçulmanos.