Educação

Inovação: Parque Tecnológico Itaipu e o Ministério da Educação avaliam iniciativas para a educação

Com o propósito de explorar as potencialidades das tecnologias em Cidades Inteligentes no âmbito educacional, o Parque Tecnológico Itaipu - Brasil (PTI-BR) e a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec), do Ministério da Educação, reuniram-se na manhã da terça-feira (19), em Brasília, para estudar o desenvolvimento de ações em conjunto voltadas para a temática. 

Segundo o diretor superintendente, general Eduardo Garrido, a proposta é inserir o conceito de Cidades Inteligentes no dia a dia das escolas, alunos, professores e famílias, para que tecnologias e equipamentos avançados possam aprimorar o ecossistema educacional como um todo. “São iniciativas e projetos, utilizando a expertise do Parque Tecnológico com a temática, para melhorar e impactar os processos de aprendizagem, tornando-os mais efetivos e dinâmicos”, afirmou. 

“A proposta é fomentar a pesquisa, o desenvolvimento e a integração de tecnologias por meio de testes e validações tecnológicas, em ambiente Sandbox, para que Foz do Iguaçu seja uma grande área de experimentação com soluções possíveis de serem replicadas”, ressaltou o diretor superintendente.   

Potencialidades 

Para o Secretário da Setec, Thomás Dias Sant´Ana, são oportunidades como estas que o PTI já tem trabalhado e que podem conectar com todas as potencialidades das instituições que compõem a rede federal de educação profissional e tecnológica. “Potencializando em conjunto ações que vão gerar resultados em todos os projetos, tanto no Ministério da Educação como do PTI”, concluiu.