Educação

De volta à sala de aula, professores criativos se tornam necessidade

Pelo menos em 11 estados brasileiros, as aulas retornam hoje no modo presencial para alunos e professores. A decisão coube às secretarias estaduais de Educação, e também aos governos municipais, diante do processo de imunização da população em pelo menos 60% na grande maioria das cidades. Será um desafio para professores e alunos que, por 18 meses, tiveram aulas no modo remoto. 

Segundo o professor Mitchel Resnick, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, educadores devem criar oportunidades para que as crianças desenvolvam projetos que lhes sejam pessoalmente relevantes. “Ao trabalhar em significativos, tais como a criação de histórias fantásticas, maquetes de papelão, ou programas de computador, os estudantes se conectam mais profundamente com a temática das aulas e o aprendizado tende a ser mais duradouro”, ensina. 

A segunda dica, na avaliação de Mitchel, é dar oportunidades para que os estudantes trabalhem e aprendam de forma colaborativa. “Educadores devem incentivar os estudantes a trabalharem com seus pares e, juntos, explorarem os novos conceitos de forma lúdica. Assim a aprendizagem se desenvolve de forma prazerosa e engajante”, afirma.

Autor do livro, “Jardim de Infância para Vida Toda”, Mitchel participa da abertura da Semana Aprendizagem Criativa, evento que ocorre de 25 a 27 de outubro, promovido pela Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa, com apoio da Fundação Lemann e da Fundação LEGO. É uma oportunidade para celebrar o movimento em torno da aprendizagem criativa no Brasil.

Inspirados pela frase “A melhor forma de prever o futuro é inventá-lo” de Alan Kay, podem participar da Semana de Aprendizagem Criativa professores, estudantes, gestores, familiares e toda a comunidade escolar. O propósito é discutir formas de transformar agora a educação que se quer no futuro com práticas educacionais mais mão na massa, criativas, colaborativas e relevantes para os alunos.

Sobre a Fundação Lemann

A Fundação Lemann acredita que um Brasil feito por todos e para todos é um Brasil que acredita no seu maior potencial: gente. Isso só acontece com educação de qualidade e com o apoio a pessoas que querem resolver os grandes desafios sociais do país. Nós realizamos projetos ao lado de professores, gestores escolares, secretarias de educação e governos por uma aprendizagem de qualidade. Também apoiamos centenas de talentos, lideranças e organizações que trabalham pela transformação social. Tudo para ajudar a construir um país mais justo, inclusivo e avançado. Saiba mais em: fundacaolemann.org.br. Siga-nos nas redes: Twitter, Instagram, Facebook e LinkedIn. 

Sobre a Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa

A Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa (RBAC) é um movimento de educadores, artistas, pais, pesquisadores, empreendedores, alunos e organizações que promovem práticas educacionais mais mão na massa, criativas e relevantes para crianças e jovens de todo o país.  Por meio de festivais, oficinas, programas de fellowships, encontros regionais, recursos pedagógicos e discussões online, a RBAC provê um ambiente propício para a criação e a vivência da aprendizagem criativa de forma relevante e sustentável nas diferentes regiões do Brasil desde 2015. Conheça a Rede em: aprendizagemcriativa.org.