Variedades

Retomada cultural: A importância da testagem de covid-19 para as produções

Com o avanço da vacina em todo o país, protocolos de segurança de saúde e a realização em massa de testes de covid-19, as produções culturais estão mais preparadas para serem promovidas. Entre os projetos culturais que estão sendo retomados, está o espetáculo infantil "A menina Akili e seu tambor falante, o musical", que fechou uma parceria com a Hilab, healthtech especialista em exames laboratoriais remotos, para testagem de covid-19 de todos os envolvidos no projeto.

A Hilab fez a doação de 300 testes de antígeno para que toda a equipe de produção, atrizes e demais envolvidos na montagem, ensaios e gravação realizem suas atividades com mais segurança. O musical narra a história de Akili, uma menina africana que vive numa pequena aldeia chamada Adimó e que junto com seu melhor amigo, um tambor falante de nome Aláfia, seguirá numa jornada para se tornar uma Griote, uma contadora de histórias, guardiã da tradição oral do seu povo.

O espetáculo é uma realização da Baluarte Cultura, com direção de Rodrigo França, idealizado, roteirizado e protagonizado pela artista brincante Verônica Bonfim. O espetáculo é inspirado em um personagem real e busca reforçar a autoestima e cultura afro-brasileira.

A estreia acontece de maneira online no dia 16 de outubro, no canal OiFuturo, às 16h. O espetáculo poderá ser visto no YouTube até o dia 21 de novembro, sempre aos sábados e domingos, no mesmo horário. Para quem estiver no Rio de Janeiro o musical será transmitido por meio de um telão no Bistrô do Oi Futuro entre os dias 17 de outubro e 21 de novembro, aos sábados e domingos, às 14h e 16h.

"A menina Akili e seu tambor falante, o musical, estava em pré-produção quando a pandemia começou e por conta disso teve sua estreia adiada. Tivemos que replanejar tudo e pensar com muito cuidado em como garantir a segurança de todos os envolvidos. E é neste ponto que a parceria com a Hilab é fundamental para a realização do musical. Ao ser o laboratório oficial do espetáculo, fornecendo gratuitamente todos os testes, a Hilab não só proporciona uma maior segurança como traz uma maior agilidade e comodidade a partir dos dispositivos de testagem remotos que possibilitam que a equipe seja testada no próprio local de trabalho. E isso permite que estejamos focadas na parte técnica e artística do espetáculo, criando e construindo da melhor forma possível o universo de Akili", afirma Paula Sued, diretora de produção da Baluarte Cultura.

O exame que está sendo realizado é o de antígeno, indicado para pessoas sintomáticas e assintomáticas por ser um teste que detecta o vírus exatamente no momento em que a pessoa infectada está transmitindo. Além de detectar as novas variantes do vírus, este exame otimiza a capacidade de identificar os transmissores e é uma arma poderosa para viabilizar a retomada segura de atividades culturais, educacionais e econômicas.

"Acreditamos que a cultura é muito importante para o desenvolvimento do país e realizar mais uma parceria com este setor é bastante gratificante. Por meio dos nossos exames laboratoriais remotos a retomada de eventos pode ser feita de maneira gradual e segura para todos os envolvidos", afirma Jose Restrepo, diretor de marketing da Hilab.

Sobre a Hilab:

Fundada pelos empreendedores Marcus Figueredo e Sérgio Rogal, respectivamente CEO e CTO, a Hilab é uma das principais healthtechs do Brasil e segue firme no seu propósito de reinventar a tecnologia médica, criando soluções que ajudem a democratizar o acesso à saúde. Seu carro-chefe é uma inovadora plataforma de exames laboratoriais remotos que usa inteligência artificial para acelerar o diagnóstico médico. Em 2020 foi uma das primeiras empresas brasileiras a realizar o exame laboratorial para a detecção do vírus covid-19. A Hilab realizou parceria com o Instituto Butantan para diversos projetos sobre controle e triagem epidemiológica do coronavírus no País. Entre eles estão o co-desenvolvimento da plataforma Tainá e participação no Projeto S.