Cidades

São Miguel e Serranópolis viabilizam parceria

O prefeito de São Miguel do Iguaçu, Boaventura Motta, recebeu na quarta-feira (10), em seu gabinete, o prefeito de Serranópolis do Iguaçu, Ivo Roberti, e o vice-prefeito, Gilberto Marsaro, para alinhar uma parceria bilateral sobre as pontes das comunidades São Braz e São Carlos, que estão localizadas na divisa entre os dois municípios.
A ponte de São Braz caiu há 15 anos e está interditada. Já a da São Carlos é estreita e precisa ser alargada para possibilitar uma melhor trafegabilidade, principalmente de maquinários pesados.
Essas duas pontes são estratégicas para a movimentação dos moradores das comunidades de São Braz, São Carlos, Aurora do Iguaçu, Linha Marfim, Sagrada Família e Navegantes, além de serem fundamentais para o transporte da produção agrícola dos dois municípios.
A equipe da secretaria de Planejamento da prefeitura de São Miguel do Iguaçu já licitou os projetos de topografia e sondagem do solo e iniciou o processo licitatório para o estudo hidrológico.
A oficialização da parceira bilateral vai permitir que os responsáveis pelo estudo possam atuar nos dois municípios simultaneamente realizando os levantamentos necessários, além de permitir o custeamento divido entre as cidades.
A ideia é que cada município arque com 50% do valor que será investido nas duas pontes. O pedido de alinhamento precisa ser solicitado pelo Executivo ao Legislativo de cada município. O Legislativo de São Miguel já aprovou o pedido do governo municipal na sessão ordinária da última segunda-feira (8), por meio do projeto de Lei 79/2021, que autoriza o Executivo municipal a firmar convênios com os municípios vizinhos.
No encontro realizado no gabinete também estavam presentes o secretário de Planejamento de SMI, Gunar Henrique Guedes, e o Assessor Jurídico, Solano Gabriel Cecchin Prates.