Noticias

Hospital de Cascavel recebe investimentos do Estado

O Governo do Paraná anunciou na terça-feira (9), o investimento de R$ 46 milhões para obras, aquisição de equipamentos e custeio da rede de hospitais universitários do Estado. Os recursos serão aplicados no fortalecimento da área materno-infantil, urgência e emergência, saúde bucal e tratamento de crianças com câncer. Ao todo, são R$ 11,5 milhões para o HU de Cascavel, R$ 20,8 milhões para o HU de Londrina, R$ 12,5 milhões para o HU de Maringá, e R$ 1 milhão para o HU de Ponta Grossa. O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, explica que os investimentos fazem parte de um conjunto de ações que o Estado vem desenvolvendo para resgatar a vocação dos HUs. “Sabemos da importância regional de cada um desses hospitais, tanto no ensino, quanto na assistência à população. Por isso, estamos incorporando novos serviços e melhorando ainda mais a estrutura disponível”, enfatizou. De acordo com o secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, o investimento na estrutura física desses hospitais também traz uma série de benefícios aos professores e acadêmicos da área de saúde. “Isso contribui diretamente na formação dos nossos novos profissionais de saúde. Com melhores instalações e equipamentos, é possível garantir um ensino cada vez melhor”, destacou. CASCAVEL No Hospital da Universidade Estadual do Oeste (Unioeste), os recursos vão viabilizar a execução de quatro projetos. Serão R$ 7 milhões para a construção da Ala Materno Infantil, R$ 3,5 milhões para a reforma e ampliação do Pronto Socorro, R$ 500 mil para a reforma do Ambulatório Odontológico e mais R$ 500 mil para aquisição de equipamentos, custeio e capacitação de profissionais da área de saúde bucal. O reitor da Unioeste, Paulo Sérgio Wolff, afirma que há muitos anos Cascavel sonhava em ter um serviço especializado em pediatria. “Esta nova ala materno-infantil do HU chega a ser maior até que o hospital da criança que no passado era reivindicado. As obras já estão em andamento e a abertura deste novo serviço será um marco para a área da saúde de toda a região”, disse. Segundo Wolff, as melhorias no pronto-socorro e no setor de odontologia também são obras bastante aguardadas. “Com isso, vamos ampliar o número de leitos e salas cirúrgicas, aumentando a capacidade de atendimento”, disse. “Na área de odontologia, este será o maior investimento realizado após a implantação do nosso curso em 1995”, completa.