Jornal a Voz do paraná
HomeHomeRicha anuncia redução da energia e apresenta diretrizes de governo

Richa anuncia redução da energia e apresenta diretrizes de governo

Richa anuncia redução da energia e apresenta diretrizes de governo

A tarifa residencial da Copel terá redução de 14,3%. Desde sexta-feira (24), com a revisão tarifária da companhia, passa a vigorar no Paraná a redução da energia, que beneficiará todos os consumidores, mas varia de acordo com a classe de tarifa. Na média, a tarifa da Copel vai ficar 12,87% mais barata, considerando clientes industriais, comerciais e residenciais. “Gradual e progressivamente, a Copel recompõe sua condição anterior aos desatinos cometidos no setor de energia na antiga gestão do governo Federal, que tantos prejuízos trouxe ao País”, disse o governador Beto Richa, enfatizando que “a redução beneficia os usuários, sem prejuízo do cronograma de aportes da empresa, que segue investindo vigorosamente em geração, distribuição e transmissão de energia”, completou.

O presidente da Copel, Luiz Fernando Leone Vianna, afirma que a busca pela eficiência tem norteado a atuação da companhia nos últimos anos. “Isso significa investir cada vez mais na qualidade do fornecimento de energia, aplicando os recursos de modo eficaz”, salientou Vianna. “Reduzir a conta de luz significa contribuir para o desenvolvimento do Estado, ao baratear o uso de energia e tornar o Paraná ainda mais competitivo para atrair investimentos”.

A redução da tarifa da Copel foi homologada em reunião da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) na terça-feira (21), em Brasília, após análise da planilha detalhada da Copel que demonstra a possibilidade de reduzir a conta de luz no Estado.

A diminuição foi possível graças ao aumento do nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas. Com isso, grande parte das usinas térmicas, mais caras, foram desligadas, o que barateou o custo de produção da energia.

A redução vai se refletir na vida dos paranaenses. Atualmente a média de consumo mensal de uma residência no Paraná é 166 kWh por mês. Hoje, um cliente com esse consumo paga cerca de R$ 125. Após a redução, a mesma fatura ficará em R$ 108.

LUZ FRATERNA

Além da redução na tarifa para todos os consumidores da Copel no Paraná, aqueles que atenderem os requisitos para fazer parte do Programa Luz Fraterna podem ter a conta de luz paga integralmente pelo governo do Estado.

Para participar, é preciso atender aos seguintes requisitos: o consumo de energia elétrica em casa não pode ultrapassar 120 kWh no mês, a família deve ter renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa, o imóvel precisa ser usado para fins residenciais em áreas urbana ou rural e o responsável pela unidade consumidora deve possuir apenas uma unidade consumidora sob sua responsabilidade.

Também é preciso apresentar comprovante de renda e o Número de Identificação Social (NIS), registrado no Cadastro Único de Programas Sociais.

A lei que regulamenta o Luz Fraterna (Lei 17.639, de 31/07/2013) prevê o benefício apenas para quem estiver inscrito no Cadastro Único. Basta reunir os documentos e ir até um posto de atendimento da Copel para fazer o cadastro. Depois, é importante manter o consumo dentro dos limites de 120 kWh por mês para ter a conta quitada.

QUALIDADE E EFICIÊNCIA

A Copel foi eleita pelo terceiro ano consecutivo a melhor distribuidora de energia do Brasil na opinião dos consumidores – é também a quinta vez nos últimos seis anos que a empresa recebe a premiação. A divulgação foi feita em Brasília, nesta quarta-feira (22), durante a cerimônia de entrega do 18º Prêmio da Associação Brasileira das Distribuidoras de Energia (Abradee). Além do prêmio na avaliação pelo cliente, a Companhia também foi reconhecida como a melhor distribuidora da Região Sul. A conquista vem um dia depois da Copel reduzir sua tarifa residencial em 14,3%.

A Copel concorreu com empresas de distribuição de energia de todo o País em diferentes categorias e teve a maior nota no índice de satisfação da qualidade percebida (ISQP). O índice é calculado a partir de um questionário com cerca de 100 perguntas através das quais mais de 2 mil consumidores de todo o Paraná avaliaram a empresa em cinco diferentes áreas de qualidade – fornecimento de energia, informação e comunicação, imagem da empresa, conta de luz, e atendimento ao consumidor. “A Copel ser eleita pelo cliente como a melhor distribuidora do Brasil nos deixa especialmente felizes porque estamos sendo reconhecidos pela população paranaense, cuja satisfação é o principal objetivo da nossa empresa”, comemorou o presidente da Companhia, Luiz Fernando Leone Vianna. “Vamos trabalhar para aumentar ainda mais qualidade do serviço prestado aos paranaenses”, disse.

Além da categoria conquistada, a Copel concorreu como finalista em outras quatro categorias: melhor distribuidora do Brasil, qualidade da gestão e evolução do desempenho.

RECONHECIMENTO

Cinco empregados da distribuição que trabalham diretamente com os clientes da Copel também foram para Brasília receber os prêmios. Wagner Cardoso, eletricista de manutenção, Ticiani Santi, teleatendente, Douglas Wudarski, leiturista, Rafael Brandt, eletricista de serviços, e Claire Liter, atendente presencial. Todos foram escolhidos pela produtividade, desempenho, comprometimento e ética no trabalho que desenvolvem.

HISTÓRICO DE VITÓRIAS

O Prêmio Abradee foi criado em 1999 com o objetivo de reconhecer o trabalho das melhores distribuidoras de energia, em categorias que premiam diferentes aspectos da atuação das empresas, como gestão operacional e econômico-financeira, evolução do desempenho ao longo do tempo e responsabilidade social. Também são reconhecidas as melhores distribuidoras das regiões Norte/Centro-Oeste, Nordeste, Sul e Sudeste.

Devido ao tamanho da área de concessão das empresas, a Abradee divide as distribuidoras em duas categorias para a premiação: até 500 mil consumidores e acima de 500 mil consumidores – da qual a Copel faz parte.

Com os títulos desse ano, a Companhia acumula 19 troféus, em diferentes categorias, na história do Prêmio Abradee, São seis na avaliação do cliente, três como a melhor distribuidora nacional, cinco como a melhor da região Sul, duas em gestão operacional e, ainda, um troféu em cada uma das seguintes categorias: gestão econômico-financeira, qualidade da gestão e responsabilidade social.

Beto Richa reúne equipe e apresenta novas diretrizes de governo

O governador Beto Richa durante reunião com secretariado.  Curitiba/Pr, 22.06.2016 - Foto Jonas Oliveira/AENPr

O governador Beto Richa durante reunião com secretariado. Curitiba/Pr, 22.06.2016 – Foto Jonas Oliveira/AENPr

O governador Beto Richa reuniu na quarta-feira (22), no Palácio Iguaçu, a equipe administrativa para apresentar novas diretrizes de gestão e fazer um balanço das atividades do governo. Todos os secretários de Estado e presidentes de estatais e autarquias participaram do encontro, organizado pelo chefe da Casa Civil Valdir Rossoni. Também estiveram presentes a primeira-dama do Estado e secretária de Estado da Família e do Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, a vice-governadora Cida Borghetti e os deputados Ademar Traiano e Luiz Claudio Romanelli.

Richa ressaltou a necessidade de manter a unidade da equipe para a execução dos compromissos do plano de governo. Ele disse que vai continuar cobrando agilidade e eficiência nos trabalhos, e que está atento às situações que podem causar desgaste a administração. “Não podemos errar”, advertiu.

PRIVILEGIADA

O governador relatou as conversas que teve com outros governadores, em Brasília, que classificaram como um drama a situação vivida por Estados que não realizaram o ajuste fiscal a tempo de evitar os efeitos da crise sobre as contas públicas. “Em comparação com os demais estados, o Paraná está em uma condição privilegiada. Fizemos o dever de casa”, comentou.

COESÃO

A reunião de secretariado foi a primeira com a participação de Rossoni e do secretário da Comunicação Social, Márcio Villela, que assumiram os cargos recentemente. “Estou otimista. Cheguei em um novo momento, disposto a contribuir para dar um novo ritmo à administração”, disse o chefe da Casa Civil.

Rossoni lembrou que as dificuldades estão sendo vencidas e o Paraná está em melhores condições que os outros estados, mas não é possível negligenciar os efeitos da crise. “Vamos unir nossas forças. Com comprometimento, coesão, disciplina e boa vontade acredito que é possível avançar mais”, defendeu.

O chefe da Casa Civil explicou a nova sistemática de trabalho da pasta para dar celeridade às ações de todas as áreas de governo. “Objetivos e práticos, fazer o que precisa ser feito. Por isso peço a compreensão de todos em relação aos novos métodos de trabalho”, afirmou.

REDE EXECUTIVA

Outro tema tratado por Rossoni foi o sistema de acompanhamento da gestão por meio de ferramentas digitais de controle de desempenho. “Temos uma plataforma que é modelo para o Brasil e que precisa ter o conteúdo atualizado com o mínimo de tempo. Isso vai ajudar a gestão”, cobrou.

A Rede Executiva, desenvolvida pela Celepar, foi apresentada aos secretários pelo presidente da companhia, Jacson Leite. Ele destacou que a ferramenta permite acessar o banco de realizações do governo (G-GOV), além de um conjunto de indicadores de cada secretaria.

Leite também fez a demonstração de um painel que reúne os principais números do governo, com acompanhamento diário dos serviços prestados à população. Ele também alertou a equipe de que todos os dados disponíveis nos sistemas da Celepar vão alimentar o novo portal da transparência do Estado, que entrará no ar nas próximas semanas.

COMUNICAÇÃO

Os secretários de Estado e dirigentes de empresas e autarquias também conheceram o plano de trabalho do novo secretário da Comunicação Social, Márcio Villela. Ele explicou que a integração de ações e o planejamento estratégico serão os pilares da política para a área. “Planejar significa entregar uma política assertiva, com a possibilidade de contínua revisão dos procedimentos”, afirmou Villela.

Segundo ele, as diretrizes do trabalho incluem a humanização da informação, regionalização da notícia, uso de todas as tecnologias disponíveis, diálogo permanente e fortalecimento da credibilidade do governo. “O governo Beto Richa produz muita notícia boa. Nossa tarefa é compartilhar estas informações e fazer com que as pessoas conheçam melhor aquilo que o Estado faz por elas”, disse o secretário da Comunicação Social.

NÚMEROS

Na reunião foram apresentados os dados financeiros do Estado pelo secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa. Ele explicou que as contas estão em equilíbrio, mas que os maiores investimentos previstos para este ano ainda dependem de verbas extraordinárias, que ainda não ingressaram no caixa.

Ele explicou, ainda, que os recursos que deixarão de ser transferidos para a União, em razão da suspensão do pagamento da dívida dos Estados, deverão ser usados para investimentos, principalmente em educação, saúde e infraestrutura. O secretário afirmou que é importante manter a política de redução de gasto.

Rate This Article
Author

notificacao@agenciacaos.com