Jornal a Voz do paraná
HomeHomeEducacao homeUniversidade de Londrina vai realizar vestibular em fase única

Universidade de Londrina vai realizar vestibular em fase única

Universidade de Londrina vai realizar vestibular em fase única

O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe) da UEL aprovou nesta quinta-feira (30) um modelo excepcional para o Vestibular 2021, em virtude dos problemas gerados pela Covid-19, e respeitando a necessidade de evitar aglomerações, observando medidas sanitárias recomendadas.

A prova será em uma única fase, em 14 de março do próximo ano, com 50 questões objetivas e a redação.

Para garantir o distanciamento seguro, serão colocados menos alunos nas salas de provas. As inscrições serão de 14 de setembro a 30 de outubro. O preço público do Vestibular deverá ser definido nas próximas semanas pelo Conselho de Administração (CA) da UEL.

De acordo com o formato aprovado, o Vestibular terá 36 questões objetivas de Conhecimentos Gerais; 10 de Língua Portuguesa e Literatura e quatro de Língua Estrangeira. Também será aplicada a prova de redação, com tema único. Apenas o curso de Música manterá a Prova de Habilidade Específica (PHE), que será aplicada no dia 21 de fevereiro. Os estudantes terão cinco horas para responder todas as questões e a fazer a redação.

O reitor Sérgio Carvalho ressaltou que o concurso será realizado de forma excepcional, em virtude das incertezas provocadas pela pandemia. Durante a reunião do Cepe, ele destacou a preocupação da Administração da UEL e da equipe da Coordenadoria de Processos Seletivos (Cops) para garantir a segurança de candidatos, de servidores e das demais pessoas que trabalham nas várias etapas do processo.

Ele explicou que a Universidade tem papel fundamental nesse momento de grave crise social e econômica e que a expectativa é de que mais pessoas necessitem de uma vaga em Instituição Pública de Ensino Superior. Dessa forma a UEL pretende estudar formas de oferecer o menor custo público possível ao mesmo tempo em que pretende ampliar a isenção para estudantes comprovadamente carentes. No concurso deste ano foram oferecidas 1,5 mil isenções, de um total de 22.601 candidatos inscritos, de todos os estados brasileiros.

Prova temática
Segundo a Coordenadora da Cops, professora Sandra Garcia, a data escolhida é interessante porque não coincide com nenhuma outra instituição pública de grande porte, o que oferece a possibilidade dos estudantes terem condições de realizarem outros concursos. Ela explicou que, em virtude da suspensão das atividades presenciais, a realização do concurso esse ano se tornou inviável, já que a elaboração das provas também foi afetada.

A coordenadora afirmou que, apesar de ser somente uma fase, a UEL seguirá o modelo de prova interdisciplinar e temática, com o objetivo de buscar um aluno com capacidade de cruzar conhecimentos e de interpretar conteúdos. Sobre a logística do concurso, a professora explicou que somente após a definição do total de inscritos é que a Cops poderá definir o ensalamento. A princípio a ideia é colocar no máximo 20 alunos por sala de prova, o que deverá aumentar os custos do concurso.

Sobre a suspensão das Provas de Habilidades Específicas em quatro cursos de graduação (Design Gráfico, Design de Moda, Artes Visuais e Arquitetura), ela disse que foram consultados os Colegiados de cada curso, que analisaram e concordaram com a suspensão da PHE, em caráter excepcional.

Rate This Article

avozdoparana@jornalavozdoparana.com.br